Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

28
Abr24

André Villas-Boas, presidente do FCP

Maria

[ @Lusa ]

Ontem, 27 de Abril, fez-se história no FCP onde em dia de eleições com mais de 26 mil votantes elegeram após 42 anos um novo presidente, André Villas-Boas com cerca de 80% dos votos (não esperava tanta adesão nem uma diferença tão esmagadora).

Antes de mais, e porque acho que é uma opinião unânime entre os portistas agradecer ao grande presidente que foi Pinto da Costa. Ao legado que criou, a tudo e tanto que deu ao nosso clube, a todas as conquistas, vitórias identidade, garra. Por tudo o que lutou por levar mundo fora por todas as lutas que travou. Por nos ensinar que o Porto é o maior e que tem garra do Norte!

Mas agora é tempo se mudança e Villas-Boas será o nosso presidente. Que venha para honrar o legado e o nosso emblema. Que seja aquele gostinho de cada adepto que grita, vibra e se apaixona sempre pelo maior. Que nos traga o Porto de todos e para todos. 

Que esta seja uma nova caminhada em que, não esquecendo onde o FCP já esteve é preciso nos levantar com cautela e paixão pelo clube que é maior que todos e é só ele interessa.

Viva ao Porto! 💙🤍

E hoje é dia de clássico com o Sporting e que o nosso Porto consiga a vitória que merecemos! Bamo' lá!

14
Nov23

Oh Meu PORTO

Maria

Estou só triste.

Pelo meu clube.

O dia de ontem marca um ponto negativo na vida do meu clube do coração e deveria ser um ponto de partida para todos os adeptos do grande clube que é o nosso FCP. Sócios e não sócios. Adeptos.

Nunca quero ter o nome do meu clube associado a noticias de - caos - pancadaria - homens - mulheres - sócios - ameaças.

Eu não sou por este ou por aquele. Não estou aqui a dar o meu apoio a A, B ou C que se candidate nas próximas eleições. Sou pela liberdade de expressão e pelo respeito. Isto não é sobre apoiar este presidente ou outro que se candidate. Isto não é sobre o ego inflamado de uns ou de outros. Não é sobre quem bate mais palmas, quem sente mais no coração ou quem vai mais vezes ao estádio.

Mas é sobre quem não respeita o clube. Nunca vou compactuar com actos de violência no meu clube venham eles de quem venham. De onde venham. Quem seja o foco. É uma vergonha, é triste, desaponta ou deveria desapontar cada um que tem voz e que ama o FCP como seu clube.

Eu não sou Pinto da Costa. Eu não sou André Vilas Boas. Eu não sou Pedroto. Não sou Mourinho. Não sou Reinaldo Teles. Não sou Jorge Costa. Nem Vitor Baía. Nem Octávio. Não sou Conceição. Não sou Madureira. Eu sou FCP. Sou todos eles e outros quando eles são e honram o Porto.

Agradeço sempre a quem de direito o que faz de bem pelo clube. A quem o dignifica. A quem o SENTE. E quem o sente não pode concordar com o que aconteceu ontem.

Cada um de nós, portistas tem que ter voz no clube. Sem medos, sem apertos, sem olhares por cima do ombro, sem ameaças. Sem se sentir desconfortável a SER PORTO. Dentro do clube os adeptos são um só. Somos o 12 da nossa equipa. E só isso. Dentro desse 12 que somos, ninguém é mais do que ninguém, ninguém pode oprimir o outro e o lugar de estar a apoiar o clube não é mais de um do que de outro.

É parar já. É não tirar a toalha ao grande clube que é o FCP. Ele é maior que todos os grandes nomes que o fizeram. Eu agradeço o grande presidente que Pinto da Costa foi e é. Assim como quem ama o clube com toda a  certeza lhe agradece. Mas nos últimos tempos atrairam coisas más para o nosso clube. Isto que aconteceu ontem não é o Porto. Se alguém afecto à instituição concorda com o que aconteceu então não é digno do clube. Seja o presidente, seja o adepto. Seja a direcção, seja quem abriu as portas do pavilhão. Seja da claque ou daqui da aldeia. Seja do porto, de Lisboa, do Dubai ou de outro lugar qualquer.

Fico tão triste por milhares de sócios a uma segunda feira à noite se dirigiram à Assembleia Geral do Clube e serem tratados daquela maneira. Tudo entre adeptos e sócios do mesmo clube. Perante a falta de organização, segurança e palavra de quem de direito de acabar com aquilo sem permanecer de braços cruzados como nos chegam cada vez mais notícias.

Eu já vibrei na bancada junto ao relvado, eu já vibrei na bancada vip, eu já fui feliz a vibrar junto com a claque dos Super Dragões, a cantar aplaudir e a sentir Porto.. Eu sou Porto e serei até fechar os olhos. Mas quero o meu Porto de volta. Quero o orgulho que é fazer parte de um clube que olha o desporto, que honra o emblema que traz ao peito, que olha o que se faz dentro de campo e que respeita cada um, fora dele, seja ele quem for que nasça e cresça dragão!

Nunca o nosso hino fez tanto sentido:

"Quando alguém se atrever a sufocar
O grito audaz da tua ardente voz
Oh, oh, Porto, então verás vibrar
A multidão num grito só de todos nós"

Não deixem sufocar.

Assim como eu não deixarei de amar de alma e coração o [meu] Porto, não o matem.

▪Texto em destaque na página do @SAPO

19
Nov21

"Porto sentido"

Maria

A rádio Comercial fez uma homenagem aos 40 anos de carreira do maravilhoso Rui Veloso escrevendo isto:

"Uma canção que é toda uma cidade. 
Que apela à raiz de cada pessoa que diz, com orgulho, sou daqui. 
As pessoas, mas também as ruas, os sítios, os lugares. 
O granito e as cores da madeira nas portas, num casario de geometria muito própria. Uma herança genética de brio, resistência, honra e trabalho. Dias de neblina. De uma luz bela e sombria. 
A pedir o calor próprio do encontro de amigos. Boa comida. Bom vinho. Um fino. Porto Sentido.
Esta canção é muita coisa junta, um hino para todas as gerações. Uma canção que resiste à passagem do tempo, invicta. 
Uma rádio que junta tanta gente. Do Porto e de todo o lado, que esta canção de Carlos Tê e Rui Veloso, é como o próprio Porto: é um mundo. E é sempre a primeira vez, em cada regresso a casa. 
Mais de 20 artistas, na homenagem da Comercial , pelos 40 anos de carreira do grande Rui Veloso. 
Parabéns, Rui. Obrigado."

 

Parabéns Rui Veloso e obrigada por tantos temas que nos são especiais e obrigada Radio Comercial por juntar tantos artistas a cantar esta música tão bonita do nosso Porto com um vídeo capturando lugares tão cheios de sentido.

16
Set21

Estou só mais um bocadinho apaixonada pelo Diogo Costa

Maria

Como portista, de coração azul e branco, como não estar?

[Fotografia: AFP]

Ontem à noite, entrou em campo o nosso FCPorto para o primeiro jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Vou resumir só que, sabendo nós que estamos num dos piores grupos e respeitando cada adversário, ontem não fiquei contente porque claro queria ganhar, mas fiquei orgulhosa da minha equipa. O trabalho do Sérgio Conceição em psicologicamente torna-los fortes é meio caminho andado para a nossa presença na Champions League ser de garra, coragem, foco e fé. Humildes. Sempre. 

"O FCPorto não tem medo de ninguém" disse Diogo Costa e eu estou só mais um bocadinho apaixonada por ele, pelo que tem vindo a dar ao nosso FCPorto. Focado e dedicado é um miúdo de 21 anos que ontem, assim como tem demonstrado já algum tempo, defende com garras e dentes o emblema que trás ao peito na melhor posição para o fazer. Mostra confiança. Não leiam excesso. Dá-nos borboletas na barriga de o ter.

Sem aparentes medos, directo, jovem tem sido fundamental e ontem fez outra boa exibição perante um grande Atlético de Madrid.

Vamos continuar no foco, coesos, concentrados, sem medos mas a respeitar sempre o adversário! 

Estamos juntos.

Atlético de Madrid 0 x 0 F.C. Porto (1º jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões )

13
Abr21

Mulher portista acredita 💙🤍

Maria

Após a nossa passagem aos quartos de final da Liga dos Campeões onde eliminamos a Juventus (sim é preciso escrever isto que fica para a história) no sorteio saiu-nos o Chelsea. Onde a primeira mão se jogou há uma semana em Sevilha (devido às restrições dos países por causa da Covid-19) considerando que estávamos a jogar em casa e perdemos 0-2. O que torna as contas bem difíceis para o jogo de hoje à noite, a segunda mão, novamente em Sevilha com o Chelsea.

Partimos em desvantagem de dois golos e sendo eles marcados na nossa casa o que ainda piorar um pouco as coisas. Mas se as coisas fossem fáceis, seria fácil estar nas oito melhores equipas da Europa e fazer parte deste restrito grupo da Liga dos Campeões. Como não é e estamos lá é seguir com a mesma força, coragem, luta e persistência para conseguirmos dar a volta ao resultado.

Não é de todo um jogo fácil nestas condições. Mas não vi no Chelsea da primeira mão uma equipa impossível de destronar. Está certo que fizeram dois golos, de dois erros nossos individuais evidentes, mas que fora isso tiveram poucas oportunidades com um Porto que foi superior em muitos pontos e teve algumas oportunidades mas não conseguiu concretizar. Estão a ver o que é preciso limar para hoje?

Mas continua a acreditar neles. Neles, naqueles que estão prontos a jogar e a dar tudo pelo nosso clube. Estou com o treinador, independentemente de nem sempre concordar com todas as decisões, mas estou com ele. E sei que ele é quem precisamos para os conseguir pôr a querer tanto isto como qualquer um de nós portistas.

Já tenho o coração meio que na corda bamba e já sei que logo tenho que jantar cedo para não deixar que os nervos interfiram com a digestão. Sim, eu sou assim e ver o meu Porto.

Mais alguém desse lado já com o coração a querer sentir a mística do nosso Porto?

Porto

 

Vamos Porto. Estamos juntos. A acreditar!  💙🤍

10
Mar21

Do chegar lá. Do acreditar. Do vencer com garra.

Maria

Se já na primeira mão não pensava que sairíamos com uma vitória, hoje em casa deles achei ainda mais difícil. Sabíamos que a vitória era pelos  mínimos e que  eles tinham um golo em nossa casa. A não esquecer mas a manter a esperança.  Sempre!

O jogo começou e não sei se acontece também convosco mas pára  tudo à volta e eu vibro o jogo.

[Fotografia de Marco Bertorello /AFP]

Bem e que jogo foi. Cheio de emoção. De golos. De jogadas vibrantes. 

Tivemos um FCPorto que manteve a mística e a garra de um Dragão e que perante os gigantes não se amedronta.

Estávamos mais uma vez a jogar com a Juventus que reza a história nada a nosso fazer e que tem uma mão cheia, ou duas, de individualidades de topo. Além do Ronaldo.

Juventus entrou melhor mas o FCPorto soube manter sempre firme a sua posição. Não com o mesmo jogo da primeira mão mas a aproveitar todas as oportunidades de contra ataque.

Foi um sofrer até ao último minuto. Mas foi ver um Sérgio Oliveira a ser irrepreensível, um Pepe  que mais parece que tem vinte  anos mas cheio de experiência. Um salvé Marche que foi gigante na baliza.

Um Marafá crescido. Um Zaidu a saber estar. O Mbemba que é grande. Um Otávio a saber desequilibrar. Um Uribe consistente. Um Corona a dar tudo.

Foi um jogo fantástico de se ver mas impróprio para cardíacos. Com duas boas equipas a jogar bom futebol. Num grande jogo de Liga dos Campeões. 

Sem esquecer que o FCPORTO jogou com menos um jogador desde logo  o início Da segunda parte, Taremi foi expulso por acumulação de amarelos

Sérgio Conceição disse ontem que não viu grande alarido na comunicação social quando da primeira mão a nossa vitória histórica com  Juventus. E é verdade. O Porto incomoda muita gente.

mas como também disse o Sérgio Oliveira, há muitos que não gostam do Porto mas há muitos que o amam e vibram com ele.

é uma pena um feito destes, de história no mundo do futebol nomeadamente numa liga dos campeões onde poucos chegam mas que o FCP volta a fazer parte dos oito melhores ser apenas uma nota de rodapé. 

Parabéns Sérgio Conceição soube mais uma vez analisar o adversário e passar a mensagem aos jogadores para nunca desistir. Mais que tudo ontem foi um jogo onde ninguém desistiu e acreditou  durante os 120 minutos de jogo.

Gostei muito desta atitude e de terem mantido a garra. Ontem ficou mais uma vez escrito na história!

Parabéns [meu] Porto. Contra tudo e contra todos, estamos lá nos quartos  de final da Liga dos Campeões 💙🤍

IMG_20210309_233650_430.jpg

 

Juventus 3 x 2 F.C. PORTO (4 x 4 nas duas mãos)  (2ª mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões) - passagem aos quartos de final

06
Fev20

Do [meu sempre] Porto ♥

Maria

Eu não falo aqui de uma das minhas paixões há muito tempo. Quem me segue já deve ter reparado. Mas sinto. 

Eu não falo aqui de futebol há muito e gosto muito de o fazer. Sempre adorei escrever sobre futebol, essa paixão que me está entranhada, mas... o que eu gosto mesmo é de escrever sobre a minha paixão no futebol. O FCP. E o último post que fiz foi este e data de 20 de Maio do ano passado, ou seja foi o ponto final da época passada. Foi ali um grito, um apelo, um abre olhos para todo e qualquer portista que ama o Porto e que ama futebol.

FB_IMG_1580977456107.jpg

 

No pré época não consegui escrever nada e pelos vistos já estamos na segunda volta do campeonato e eu ainda não escrevi nada sobre o FCP.

Na terça-feira, o Porto empatou com o Académica de Viseu para a Taça de Portugal e estamos a três dias de um clássico que é um ponto de viragem, sempre muito importante, mas este ano ainda mais, na época e falta-me muita confiança na equipa, a sete pontos do nosso maior rival que lidera o campeonato.

Eu tenho muita vontade de falar e escrever sobre tudo o que se passa no [meu] FCP, mas só de pensar, fico revoltada. 

Na terça-feira foi para esquecer, nem jogo digno de equipa B foi. Foi mau demais. Não querendo aqui desvalorizar o Viseu, mas aquilo foi mau de assistir. Mesmo sabendo que falo de um jogo com todas as modificações. Foi mau.

E nervos. Muitos nervos a cada minuto e jogada mal executada.

Eu não quero saber se a culpa é dos jogadores, se é do treinador, da equipa técnica, do presidente ou da comandita toda. Mas quero que resolvam de uma vez por toda essa merda que anda aí em volta e só estraga o que é o meu clube.

O presidente estava na bancada de barrete na cabeça e se eu lá estivesse a assistir ao jogo quem enfiava o "barrete" na sacola era eu e ala que se faz tarde.

Estou triste com esta caminhada. Estou triste e sem palavras par tentar justificar o que quer que seja.

Não me lembra em anos sentir a falta de confiança antes de cada jogo. 

Sábado em nossa casa eu quero acreditar que vão sentir o clube e que vão dar a volta a esta porra, que já chega de terem perdido o norte!

Não consigo deixar de terminar como disse antes:

Continuo sempre a pedir que demonstrem aquilo que sempre me apaixonou. A mística, a garra, a confiança, a luta, o empenho, a atitude, a alma, o dar tudo por tudo de mão ao peito de orgulho. Ser Porto. É isto. Mas não tem sido. Anda em falha. Falharam. Em alguns momentos falham todos.

Não deixem.

Assim como eu não deixarei de amar de alma e coração o [meu] Porto, não o matem.

20
Mai19

[meu sempre] Porto ♥

Maria

"Quem não se sente não é filho de boa gente". Tal e qual. Não poderia dizer melhor para começar este post.

Antes de começar a descambar, tivemos uma época boa. Nada fazia prever que as coisas chegassem a este ponto. Só quando começamos a perder pontos e a lidar com as imensas lesões é que tudo deu para o torto. Em contra partida foi nessa mesma altura, em que o nosso adversário mais directo ganhou força. E aproveitou.

Digo sempre que demos este campeonato porque não o soubemos segurar. Perdemos nove pontos quase seguidos quando estávamos numa fase de glória em primeiro lugar. E nem vou falar dos últimos pontos perdidos, depois de um jogo em que ganhávamos a dois e nos últimos dez minutos deixamos empatar numa fase crucial do campeonato que não se pode perder. Mas o problema esteve antes. Muito antes. Aquilo que não se conseguiu segurar.

Falar de arbitragens (quando vejo gente que comemora o campeonato orgulhosamente a envergar "colinho"!!) é dar valor aquilo que, pelos vistos não tem valor no futebol português e por isso não vou alongar a discussão. Todos já foram favorecidos, todos já foram prejudicados, houve escândalos demasiado óbvios para passar. Houve VAR que não serviu para nada. Mas eu continuo a crer acreditar no futebol. Nessa paixão que também a mim me move. Sem paralelismos. Más arbitragens. Emails. Frutas. Amigos do peito. Dinheiros... A ver.

Com o fim da época e campeonato, vem depois outra das minhas tristezas. A saída de jogadores. Se há alguns que não mexem tanto, outros há que fizeram parte desta família de corpo e alma e que os sinto tão Porto como eu. Herrera é nosso. Titular inquestionável. Bate a mão no peito com a convicção de que somos Porto. Abraça os nossos como família. Enfrenta os obstáculos com garra e foi um fiel capitão. Errou como todos erram. Mas é das saídas que mais me custa neste grupo. Neste grupo que vai ser abalado por diversas saídas e isso vai fazer (ainda mais) mossa.

Militão já está vendido algum tempo e acredito que agora valeria bem mais. Jogador espectacular. Duro. Sempre a dar tudo. Eficaz.

Telles. Como gosto quando ele corre de mão a estrafagar o emblema ao peito. Com aquela mística que abraçou, sendo ele um jogador à Porto, forte, convicto, preciso e bastante capaz. Titular inquestionável que deu, mesmo quando em dificuldade, tudo em campo. E que me trouxe lágrimas quando se lesionou e tentou mesmo assim estar lá. Grande Alex Telles. Que falta farás nas alas!

Felipe e aquele sorrisão que defendeu tantas vezes a fúria dos adversários. Que dava vontade de estrafagar num abraço de cada vez que falava e dava vontade de bater sempre que sorria até mesmo nos maus momentos. Carismático. Duro de roer. Raçudo. Vai fazer muita falta na defesa.

Marega é bicho duro de roer. Mas nunca foi o meu sonho quanto a finalização.

Brahimi e as suas loucuras com a bola. Foi um jogador que me dividiu tantas vezes entre o "és o maior" e o "apetece-me bater-te até te doer mesmo" de cada vez que pegava na bola e queria fazer tudo sozinho. Na verdade quando fazia em bom, era espectacular.

Casillas. Não falei dele aqui aquando do grande susto que defendeu com alma e garra na sua vida. O enfarte de miocárdio atirou-o para fora da sempre sua baliza. Todos, nós Porto, e não só, estremecemos naquele dia. Casillas entrou no Porto para ficar. Dedicou-se a elevar o Porto. Vem de outro patamar e demonstrou-o diversas vezes. No auge dos seus, hoje 38 anos (Parabéns Casillas!) foi sempre capaz. Foi lutador. Foi responsável. Foi líder. Foi "pai". Mística. Garra. Convicção. Paixão. Coisa que não lhe falta. A meu ver não voltará a defender as redes da baliza do nosso Porto. Em prol da sua saúde. Essa será também uma das grandes perdas deste grupo. Principalmente pela sua presença em campo. Experiência. Ensino. E sem dúvida, capacidade de gerir emoções. Vou aguardar pelas próximas notícias mas acredito que possa ficar na estrutura do Porto.

Sérgio Conceição. Um jogador do FCP vir a ser seu treinador é obra. Principalmente quando esse ex-jogador tem alma de dragão. Tem mística a correr-lhe nas veias. Tem sangue quente de um homem do Norte. Tem garra, peso, dureza e respeito pelo Porto. Por muito que digam que ele sai, eu não estou a acreditar e continuo a acreditar que permanece. Não foi um ano bom. De todo. E acredito que tenha dado bastante nas orelhas dos jogadores quando as coisas correram mal. Mas esteve lá sempre a dar a cara. Foi fiel aos seus princípios. E não me venham dizer que ele desrespeitou os adeptos, nomeadamente os "Super Dragões" porque discordo de todo. Aquela tensão deveu-se aos exageros que deveriam ficar de parte no futebol. No que é o Fair play, no que é o respeito pelo próximo. No que é o respeito pelo homem acima do posto de trabalho que ocupa. Não é por ser Portista de alma e coração que defendo todos os actos cometidos pelos mesmos. De todo. Repudio qualquer acto de violência, de desrespeito. Compreendo a cabeça quente em momentos complicados, mas não compreendo que se esqueçam que isto é só futebol e que deve ser um desporto saudável gerido por emoções passíveis e respeitosas para todos. Tudo o que ultrapassa essa linha, ultrapassa a minha paixão pelo futebol. Pelo jogo jogado. Pelas quatro linhas. Pelos jogadores que dão o litro. Pela emoção de ver os nossos conquistarem vitórias.

Continuo sempre a pedir que demonstrem aquilo que sempre me apaixonou. A mística, a garra, a confiança, a luta, o empenho, a atitude, a alma, o dar tudo por tudo de mão ao peito de orgulho. Ser Porto. É isto. Mas não foi. Falhou. Falharam. Em alguns momentos falharam todos. Logo falhou a equipa.

Não deixem.

Assim como eu não deixarei de amar de alma e coração o [meu] Porto, não o matem.

20190410_002906.jpg

 

Classificação época 2018/2019:

1º Benfica

2º Porto

22
Out18

Faceweek*

Maria

IMG_20181022_113737.jpg

 

Estes foram os looks usados durante a semana passada. O tempo mais fresco voltou para ficar se bem que ainda nos vai trazendo umas tardes de primavera bem boas. Voltei a usar botins e a começar a interiorizar o facto de se calhar não voltar às sandálias por muito que me custe. E voltei às sapatilhas mais escuras que por norma não uso de verão.

IMG_20181022_113842.jpg

No sábado fui ao Porto e como não sou uma fashion blogger não fui para ir ao Porto Fashion Week, até porque estava bem vestida demais, muito normal (desculpem-me os aficionados mas vêem-se coisas que não lembra), fui só mesmo para passear, ver novidades, fazer umas compras e comprar o presente da minha amiga e comadre, btw comprei um presente tão giro que adorava para mim (like always)! Passeei na Rua Santa Catarina que é só a minha rua preferida. Comi numa das praças de alimentação mais fofi e giras que conheço a do Via Catarina. 

Estive na Flormar da Rua Santa Catarina e trouxe umas novidades para experimentar. Uma base nova, um batom e uma máscara que adorei. Partilhei nas stories do meu instagram. Comprei um perfume na MASS (Carolina Herrena c/desconto 30%) e quem quiser aproveitar estavam com descontos até 45% mas não vi até quando.

No domingo foi dia de relax e sorrisos com a minha afilhada mai'nova que está uma malandra.

IMG_20181019_193303_520.jpg

 

O pormenor da ultima manicure usada a lembrar mesmo o outono. Verniz da @Flormar nº 320 Rosetaboo.

 

Podem sempre acompanhar todas as novidades: 

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub