Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

19
Set18

Do não voltar onde já se foi feliz. Tretas!

Maria

Ontem começou-nos a Liga dos Campeões num estádio em que já fomos muito felizes.

E desta vez não conseguimos ser tão felizes porque não conseguimos trazer os três pontos com uma vitória, ficamo-nos pelo empate a um. Que bem vistas as coisas não foi assim tão mau. 

Quero apenas fazer referência ao Danilo que após tanto tempo parado mostrou nos noventa minutos que aquele lugar continua à espera do bom jogador que é. Dar as boas vindas ao Militão que a meu ver entrou muito bem com a equipa e ontem foi dos nossos melhores jogadores em campo.

Queria falar um bocadinho do futebol, das falhas, dos passes desastrosos, da intensidade da equipa do Schalke, de termos desperdiçado a oportunidade de ganhar o jogo porque não o conseguimos por falha nossa mas... depois lembro-me do Sérgio Conceição e vai tudo por água abaixo. É a prova viva que envelhecer nem sempre faz mal. Que é mesmo como o vinho do Porto. E que cada vez que ele dá um sorriso eu perco-me e já nem sei o que ele está a analisar.

É isto. Continuo a ter (o treinador mais jeitoso) fé (e foco) em ti Sérgio.

 

Schalke 1 x 1 F.C. Porto (1º jogo da fase de grupos da Liga dos Campeões )

16
Jul18

Mundial 2018 - a reter

Maria

A eliminação de Portugal pelo Uruguai a 30 de Junho nos oitavos-de-final doeu. Estava eu de férias com o cachecol de Portugal que não deixei em casa e custou a engolir a eliminação. Não parti nada, disse uns palavrões, fumei um cigarro e depois tudo passou.

Assim como custa ver França a ser campeã do Mundo. Sinceramente.

De todos era talvez aquela que não queria mesmo que ganhasse. Talvez porque aquando a nossa vitória de Campeões Europeus me desiludissem tanto com todas as barbaridades que disseram sobre nós e sobre o nosso país.

Houve realmente selecções que me surpreenderam. Pela positiva e não deixei de me surpreender pela derrota de tantas selecções favoritas. Já na recta final acho que a selecção da Bélgica merecia mais um bocadinho pelo trajecto.

Do apito final do Mundial a reter a imagem de termos um Putim com "seguranças" com um guarda-chuva a abrigá-lo  bem descansado na sua vidinha, enquanto que, ao lado, os Presidentes de França e Croácia, Emmanuel Macron e Kolinda Grabar-Kitarovic nomeadamente, completamente encharcados porque a chuva era intensa e não estava ninguém a abrigá-los (quase até ao final de entrega de prémios). Há uma diferença nesta "recepção". Se fosse por cá, acredito que o nosso Presidente Prof.º Marcelo cedia o seu guarda-chuva pelo menos à Presidente Croata. 

Há que saber ganhar e há que saber perder.

Os Croatas, que entrarem bem melhor em campo e lutaram perderam de pé.

Lamento no entanto o facto dos franceses serem tão pouco. Como disse antes, nada que me surpreenda vindo deles, mas lamento e não se percebe, as notícias e imagens que nos chegam dos "festejos" deles. Nitidamente de quem não merece ser Campeão do Mundo. Nos festejos em França, houve imensos distúrbios, violência ao ponto de destruição de propriedades privadas, lojas, carros. Imensos detidos e o mais grave, mortes.

Bravo. Bravo por comemorações assim - só que não - !!!

Não há muito a dizer sobre quem festeja assim. Só lamentar que durante quatro anos esses serão os campeões do mundo num desporto chamado futebol e que festejam dessa maneira. Lamentável.

 

Sem dúvida que não viram uma das melhores fotografias partilhadas durante o Mundial, vinda da selecção do Japão, após a derrota e eliminação quase cruel no último minuto de jogo, eles deixaram o balneário impecavelmente limpo. Apenas com um único papel a dizer Obrigado em Russo. A vontade até podia ser de partir tudo, mas não há melhor exemplo.

 

Uma pena os franceses não perceberem a mensagem. E assim concluo que vejo essa atitude como uma chapada de luva branca aos franceses.

Podes ganhar o que quer que seja, mas a educação e o respeito aprende-se e demonstra-se, apresentando-nos ao Mundo.

Há muito a aprender com Flair Play e princípios. 

11
Jul18

Hala Juventus

Maria

E o melhor do Mundo foi-se.

 

FB_IMG_1531267028014.jpg

 

Grande capa do jornal Marca. 

Será sempre o melhor do mundo. Para os que o amam e os que o odeiam. Para os que lhe reconhecem o mérito e para os que serão sempre do contra. Para os que o vêem como orgulho Português ou para os que acham que nunca é suficiente ser Português. Para os que o aplaudem pelo feito e para os que não aguentam cada vez que ele é notícia. 

Parabéns Cristiano e que sejas o melhor da Juventus.

Só  fui Real Madrid porque lá estiveste agora sou Juventus. É fácil.  Enquanto grande jogador de futebol não tenho porque não sentir orgulho no orgulho que tens de afirmar de onde vens. No quanto te dedicas e esforças. Para te superares todos os dias e dares o melhor em campo.

E sim Real Madrid que saibas que não terás outro igual. A legenda dos 451 golos foi-se. E vais perceber que lhe devias ter dado o devido valor. 

Eu vi um Santiago Bernabéu a assobiar o seu próprio "filho" assim como vi adeptos da Juventus a aplaudir Ronaldo quando este fez um dos melhores golos da sua carreira, aquele inesquecível pontapé de bicicleta à própria da Juventus.

É a diferença. 

Felicidades Ronaldo. 👏👏👏

20
Jun18

«É inexplicável»

Maria

 [ Foto daqui]

Poderia ser eu a dizer, mas foi o Fernando Santos perante esta nossa vitória tirada a ferros, ou à pesca, ou com dedinho com estrela da sorte. Sei lá. Mas não foi pelo nosso jogo. Nem de longe nem de perto.

Não foi fácil e foi um "fosga-se carvalho de um raio" o tempo todo. Um corre corre para a casa-de-banho em jeito de incontinência urinária, fruto daquele nervozinho típico destes jogos.

Mas na verdade? A esperança esteve lá, mesmo quando deram cinco minutos de compensação e vi naquilo uma eternidade para o sufoco que estávamos a passar.

Mas o que conta são os três pontos não é verdade?

Isso e o trabalho do mister feito. Perceber o que aconteceu. O que correu muito mal. As substituições. E os titulares. Eu já não vou falar de um Quaresma no banco porque por aquele ciganito "tudo" mas o André Silva (que marcou nove golos em dez jogo de apuramento para o Mundial) no banco vale mais que um Guedes em jogo dois jogos sem fazer uma exibição para tal (só porque fez um jogo espectacular no último particular antes do mundial)? Poderíamos ter feito a primeira substituição logo na primeira parte quando cedo se percebeu que ali havia falhas. O João Mário a titular depois do Bruno Fernandes ter estado bem em campo frente a Espanha e que não fez nada de mais ao substituí-lo. Hoje não mostrou o porquê de ter sido merecedor de ser titular. Bernardo Silva esteve além daquilo que é. Assim meio à nora em campo e o Raphael Guerreiro esteve mal em muitas situações. Nada típico dele também. O Fonte falhou imensas vezes a defesa

Valeu-nos o São Ronaldo, marcou o golo, fez assistência, recuperou a meio campo, e ajudou na defesa. Mas ainda lhe pedem mais?! Está certo.

Valeu-nos também o São Patrício que hoje teve todo um jogo à volta dele e da sua baliza que defendeu com unhas e dentes, e pernas e mãos e garra e atitude de Campeão Europeu.

E eu até mudei o horário de trabalho só para ver descansada a selecção. Que de descansada não teve nada. Também inexplicável para uma mulher, certo?   :)

O que interessa é que está ganho. Agora é pensar no próximo.

 

Mundial 2018 (Rússia) - PORTUGAL 1 x 0 Marrocos (2º jogo fase de grupos)

16
Mai18

Quando se banaliza uma paixão.

Maria

 

Eu era sempre das últimas a sair daquele recreio já ao fim da tarde depois de me sujar toda a jogar futebol e cheia de arranhões. Eu, a Maria rapaz de sempre que só estava bem era a jogar futebol naquele campo de terra em que com quatro pedras maiores fazias as duas balizas medidas pelos nossos próprios passos aldrabados. Quando fui para o ciclo a coisa não foi diferente e já eu tinha uma paixão desmedida por jogar. Queria fazer parte de todos os torneios e não foi fácil me integrar em equipas porque não havia equipas femininas, mas já no liceu tive a sorte de ter um professor que curiosamente se tornou treinador de futebol, que me compreendia a paixão e ajudou-me a integrar equipas masculinas em torneios de escola. Até que fora da escola consegui mais tarde integrar numa equipa amadora e começar a "competir". Tudo me apaixonava desde o nervoso miudinho antes de entrar em campo, ao público, à emoção te ter a bola, de fazer golos, de tentar uma vitória. Até ao dia que tive que deixar. Deixei o futebol mas não deixei a paixão por ele. E clubes à parte. Gosto mesmo de ver grandes jogos de futebol. E continuo a ser aquela mulher, Maria rapaz que troca muitas saídas para ficar a "sofazar" e a assistir a um bom jogo de futebol. Claro que os da minha equipa são para se ver sempre!

Aprendi com tudo isto, que o futebol é um desporto de emoções mistas. E infelizmente não falo apenas de quando se ganha ou quando se perde. Falo de casos de violência. Aquilo que nunca, NUNCA, devia haver em torno de um desporto, em torno de jogos de futebol que é para ser vivido dentro de campo e sentido fora dele com o impacto de melhorar e apoiar o espírito jogado dentro das quatro linhas. Impensável então é aquilo que aconteceu em Alvalade. Umas criaturas em grupo que ao que tudo indica são "adeptos" do Sporting conseguirem entrar dentro do balneário dos jogadores e a torto e a direito despacharem a brutalidade de uma força sem inteligência envolta em cobardia sobre os jogadores, o treinador, a equipa técnica e as próprias instalações..

Aprendi também com isto, que naquela altura em que chegava a casa com os joelhos esfolados de ter caído enquanto jogava estava longe de imaginar que fosse possível os grandes jogadores pudessem chegar a casa, agredidos por gente que não podem ser adeptos. Adeptos não é isto. Não é. E aqui percebo porque é que o meus pais enquanto puderam não me deixavam ir ao futebol e incutiram-me até que aquilo não é para crianças. «Quando dá para o torto... é a torto e a direito.» Agora pensa.

A instituição também não é isto. Clubes à parte, porque sou adepta do Porto, sempre fui, sempre serei, mas com dois dedos de testa nego-me a compactuar com atitudes medonhas que merecem toda a minha repugnância perante tal acontecimento. Qualquer pessoa que goste de futebol não poderá entender o que ali se passou. Por isso, quem o fez, não pode ser adepto do desporto que é o futebol. Não se trata de ser quem são, trata-se de repudiar qualquer acto de violência, de monstruosidade, de agressão para com o outro ou outros. Sejam eles quem forem. Nada, mas NADA mesmo justifica violência e destruição. E isto tira qualquer brilho do futebol por muito que se goste. E quem gosta disto, não me venha com tretas, não gosta de futebol.

É de lmentar tudo o que isto envolve. Estou triste e estupefacta. E a preferir que ouvesse mais joelhos esfolados pelos tombos em campo. Há valores dos quais nunca se deve abdicar. 

Nós, que temos em ombros o título de Campeões Europeus não merecemos isto. O futebol Português não merece isto. O Sporting instituição também não. Devolvam o Sporting aos Sportinguistas. Eles merecem. O futebol Português merece. Nós merecemos não assistir a situações destas.

16
Abr18

Nada está ganho. Mas fez mossa.

Maria

Ainda sinto a batida no peito do Herrera da tamanha emoção que nos deu. E sentiu. Ser Porto.

E ele bateu. E bateu. Com garra. E força. E alma. De dragão no peito. Firme a olhar para o 12. E gritou. PORTO. Mais que isso. Sentiu.

Foi certeiro. Eficaz. Foi capitão. 

Foi um jogo de nervos. Como sempre o é,  um clássico. O Benfica começou melhor. Sem dúvida.  Nós fomos agarrando o jogo. Crescendo.  Apalpamos terreno.  Caímos e pusemos-nos ainda mais rápido de pé para dar tudo.

Não posso deixar de dizer que soube melhor pelas circunstâncias que foram. Não é por o rival ser quem foi, mas sim por irmos buscar o nosso lugar. Recuperarmos no campo deles. Isso torna ainda mais difícil a nossa conquista. Não ganhamos o campeonato. Sabemos que demos um passo importante para o conseguir, isso sim.

E não nos ganham se jogarmos com alma, garra, mística e levarmos o dragão ao peito. Não é mostrar o nome. É mostrar o símbolo da camisola que vestem. É a diferença.

FCP

 

E Herrera, eu estava lá, bem no meio dos super quando no dia 6 de Novembro de 2016 tu podias ter mandado a bola ali prá VCI mas foi para canto e o Benfica já nos descontos empatou num jogo que nitidamente não merecia, mas estava lá e sinto que um terço da força que puseste ontem no remate estava no sangue a fervilhar nas veias do que tinha acontecido.

Todos erramos, e estou em dúvida se tens sido tu a errar mais em campo, se nós, enquanto adeptos que nunca te chegamos a dar o devido valor que tens tido no [nosso] Porto.

 

Herrera, que tiro foi esse?

 

Benfica 0 x 1 Porto

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D