Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

16
Jul19

Faceweek*

Maria

IMG_20190715_132135.jpg

IMG_20190715_131732.jpg

Alguns looks usados na semana passada. O vestido comprido da @H&M estampado já aqui falei nele e gosto mesmo dele. Os calções pretos são novos e também são da @H&M. Bem confortáveis e finos para esta altura a um preço bom. E neste dia trouxe a etiqueta deles comigo, há sempre uma primeira vez (ahah)! 

Esta fotografia foi partilhada no facebook e no instagram depois de vestir estes calções de ganga. Entre estas fotografias passaram dois meses e há diferenças, conseguem ver?

IMG_20190713_231459_514.jpg

No sábado fui jantar com a minha melhor amiga. A um restaurante que gostamos muito de voltar e que come-se muito bem. Este arroz de marisco é um exemplo. Comemos muito até não conseguir mais e mesmo assim ficou muito ainda na panela. Estava óptimo. E como já conhecemos não quisemos entradas porque ainda ia acabar por sobrar mais e é uma pena. Para acompanhar quisemos uma sangria de espumante e frutos maioritariamente vermelhos. Estava uma delícia. Fresquinha. No ponto.

IMG_20190712_215307_145.jpg

As caminhadas continuam e continuo a perder-me por estas paisagens ao fim do dia. É óptimo para tudo. Corpo e mente!

Podem sempre acompanhar todas as novidades: 

06
Jul19

O dia que disse - Maria Texuga tem lá calma!

Maria

Comida

 

Foi mais ao menos há um mês que resolvi que isto não dá para estar sempre a alargar. Coincidiu com a mudança de guarda roupa e o aperceber-me que muita roupa do ano passado não me serve. Grande merd@ até porque gosto sempre da minha roupa e tenho calções tão giros que não passam a coxa. E aquilo além daquele murro no estômago deu-me um click. Eu já sabia dos quilos a mais. Aliás já aqui referi que desde o fim de 2017 engordei quase dez quilos. Coisa pouco o tanas! Mas o ano passado, depois de ir ao médico e contar este aumento, andei em "teste" (e a fazer medicação) a ver se é da tiróide que anda a fazer estragos. Passado meio ano vou fazer os exames a ver se já se encontra controlada para parar de ocupar cada vez mais espaço. Engraçado, fui esta semana à consulta e a primeira coisa que o médico me perguntou foi mesmo o "continuas a engordar?" olhando para mim "é que não parece nada". A ver vamos. Mas adiante que vim trazer novidades. Boas. Na esperança de ajudar com a partilha. E para me dar força a continuar.

Quem me conhece e me segue sabe que, nas veias corre-me este gosto e prazer pela comida. Por enfardar este mundo e aquele por estar sempre aparentemente larpada de fome. Nada mudou. Mas sempre fui daquelas que comia tudo e mais alguma coisa e o prato dos outros e não engordava nada. Nada. Mas depois que essa tiróide apareceu já não é bem assim. Quando anda controlada tudo muito bem, quando se descontrola é o Deus me acuda. E fecha a matraca.

Dietas nunca foi algo que procurei. Nunca fui a um nutricionista mas também nunca fiz uma busca desenfreada pela net à procura do milagre de atacar em três tempos aqueles quilos a mais.

No dia um de Junho, pesei-me e não gostei mesmo nada do que vi. Nesse mesmo dia que nada me servia e tive que pôr de lado as peças que tanto queria usar este verão (e vou usar!). 

Pesei-me e lá estavam os dez quilos a mais. O chegar aquele peso que nunca na vida lá estive perto sequer. E aquilo mói. Não deixei de dormir por causa disso (já por não comer não digo o mesmo), mas ficou-me atravessado. Tinha começado as minhas caminhadas, mas a falhar como as notas de quinhentos.

Então foi o basta.

Pensei em ir ao nutricionista. Mas eu sou daquele tipo que, se me dizem para não fazer isto eu não paro de pensar nisso. E em termos de comida devo ser o alvo mais fraco à face da terra.

Resolvi que tinha que fazer o meu caminho. Pois bem, comer menos claro. Mas não seguindo uma dieta específica, fiz a minha própria. Não abusar de um prato. Não repetir, coisa que fazia quase sempre. Comer mais saladas. Não me empanturrar até cair ao sofá a dizer ai Maria que estou que nem me sinto. Reduzir às doses de arroz que adoro, reduzir às doses de massa que comia até se fosse preciso ao pequeno almoço porque gosto mesmo muito. Reduzir às batatas. Reduzir aos fritos e até tenho sonhado com rissóis de camarão. Reduzir ao jantar. Sim o meu mal sempre foi o jantar. Ao almoço nem como exagerado (se não for a casa) mas ao jantar abusava mesmo. Parar com o hábito de comer antes de me deitar. Bolachas de chocolate continuam ali abertas e tenho evitado tocar numa. Há um mês que ando nisto.

Tenho treino às quartas-feiras e tenho tentado não faltar. Mas já falhei.

Resolvi caminhar quase todos os dias na semana (esquece fim-de-semana). Faço um passo acelerado entre os dois quilómetros e meio três. A um ritmo que já estou habituada. E tenho a preciosa ajuda da aplicação do telemóvel "Samsung Health" que  me grava o quanto ando e isso ajuda. É motivadora, porque para além de te dar a noção do que andaste a fazer, dá-te aquele "beliscão" de querer fazer mais.

Em trinta minutos tenho uma média de 2.7km. Não é muito, mas é o querer fazer sempre igual ou mais. Isto em caminhada porque correr não posso. E passa rápido e faz bem. Sinto-me mais leve à noite. Todos os dias um bocadinho ajuda.

Dizer com isto que, num mês emagreci dois quilos e meio. Não é muito, mas emagreci. E já sinto as pernas a ganhar firmeza. Sinto-me menos inchada. E acho que foi a parte mais difícil - o começar.

Num mês que tive semanas de ir na mesma semana ao Mac duas vezes, há pizza hut e aos cachorros com molho de francesinha. Às jantaradas de cabidela e aos bolos que me trazem para o trabalho. Todos os dias como pelo menos um pão. Continuo a comprar iogurtes gregos. E quase todos os dias me oferecem croissants quentinhos pela manhã e nem sempre consigo resistir. Sim, ainda não consegui controlar não comer porcarias. Nem acho que vá chegar a esse ponto porque adoro-as (e agradeço todos os dias morar bem longe de uma pizza hut). Mas é motivador. E o importante é manter o foco. 

Eu passo todo o dia sentada. Mais uma coisa que não ajuda. Mas se uma #MariaTexuga consegue, todos conseguem.

Comer menos quantidade. Aplicações de telemóvel para motivarem a fazer exercício. E exercício físico umas vezes por semana (e rezar aos santinhos que a tiróide dê tréguas).

Partilham dicas?

28
Mai19

Faceweek

Maria

IMG_20190528_050857.jpg

IMG_20190528_050151.jpgAqui ficam alguns looks que usei na semana passada. O vestido todo print e o vestido salmão são da @C&A. Algumas meninas mandaram mensagem a perguntar se era mesmo da C&A porque normalmente não encontram assim coisas giras. E o que eu tenho a dizer sobre isso é que, eu acho que a roupa varia de loja para loja. Ou pelo menos há lojas C&A que vou e nunca vejo nada de jeito e outras que às vezes encontro. E esses vestidos são bem giros, confortáveis e foram bem em conta. Foram comprados no mesmo dia na C&A do Gaia Shopping.

IMG_20190528_051225.jpg

Voltei a encontrar-me com a minha melhor amiga para pôr a conversa em dia que já não estávamos juntas algum tempo, num restaurante que gostamos muito de voltar. Restaurante O @Engaço. Restaurante pequeno, típico, gente simpática e comidinha da boa. Onde tem umas trouxinhas que são uma pequena maravilha. Jantamos espetada de lulas, gambas e salmão com batatinha estaladiça. Sendo que de entradas tinha uma tábua com um pouco de algumas coisas muito boas. A sobremesa foi Pana-cota que estava uma delícia. Estas duas fotografias do fundo que apanham outra espetada, esta de camarões, tamboril e cogumelos, já foi em casa dos meus compadres que me convidaram para jantar no domingo. Estava óptima.

IMG_20190523_103730_657.jpg

Passar a Douro continua a ser uma inspiração. Para dias bons e menos bons.

IMG_20190524_161002_742.jpg

O pormenor da ultima manicure feita! Verniz da @Andreia nº H31 Hibridgel!

Podem sempre acompanhar todas as novidades: 

23
Abr19

Da Páscoa, e das "48 horas" sentada à mesa:

Maria

A todos aqueles que têm uma #MariaTexuga dentro de si, estamos juntos!

DIETA MARIA.png

 

Recebi amêndoas que até lhes perdi a conta, de todos os feitios, tamanhos e sabores, não há como não gostar. Comi pão-de-ló com queijo, com presunto com salpicão até dizer não dá mais. Bebi tintos maduros que me souberam pela vida. Comi anho assado em forno a lenha que é só das minhas comidas preferidas. Enchidos e mais enchidos. Sinto que me cansei de tanto tempo passado à mesa, em mesas. Ri muito e isso não ajudou a diminuir os quilos acumulados. Recebi pão-de-ló caseiro dos melhores vizinhos e compadres. Recebi chocolates e recebi Raffaellos que são só assim pra lá de espectaculares. Ninguém me ofereceu salada, mas abusei dos morangos. Com chantilli. Muito.

E agora tenho menos de um mês para me conseguir enfiar dentro de um vestido para o casório.

Tenho que arranjar um qualquer milagre para isto. Seja beber vinagre durante todo o dia, seja passar então no mínimo quinze dias sem comer. Não quero dar mais ideias porque já todos conhecem o meu Karma.

Posto isto, a Páscoa foi boa?

Adenda:

Um ponto positivo disto tudo? A idade. Este fim-de-semana sempre que falamos de idades nunca me deram a minha idade. Foi ótimo. Para o ego.

28
Mar19

Voltei ao zumba e mesmo não sendo só zumba sobrevivi.

Maria

Dizer "o tempo passa e nem damos conta" não é apenas um cliché.

Na verdade ele corre e estamos tão embrulhadas com o dia-a-dia que parece que nem damos conta. Já não fazia exercício físico em aula há mais de um ano e por este post reparo que sim, há bem mais de um ano.

Foram as lesões. Depois os problemas de saúde. Depois os desaconselhamentos médicos. Depois a professora, minha amiga, que bazou. Depois a vontade zero e por fim deixei tudo. Nem zumba, nem aulas específicas de treino. Nada. Até que algumas vezes consegui seguir planos em casa mas acabou tudo por ir água abaixo. No início do mês de Março voltei a programar exercícios diários com aplicações. Fiz no primeiro dia e em todos os outros ignorei completamente a notificação de "mexe essa bunda e vai treinar". Esta é a verdade nua e crua.

Convidaram-me para ontem voltar. Ao mesmo sítio. Com outra professora. 

Confesso, prontamente disse "vou tentar", mas à medida que o dia se aproximava, já estava a arranjar mil e duas desculpas a mim mesma. Ontem durante o dia, achei-me estúpida. Ando cansada, as coisas não andam a correr muito bem em todo o lado e cheia de trabalho. O meu psicológico também anda desnorteado. Problemas. Saúde dos meus. Medos. Desconcentração. E achei que não haveria lugar melhor para ir desanuviar. Afinal de contas. Preciso muito. Mesmo. E nem vou falar que seja pelo bem que o exercício faz a estes quilos que acumulei. Mas precisava de uma hora sem pensar no mundo cá fora.

Ontem voltei. Disseram-me que a aula seria de zumba. E foi, mas também foi de localizada e uma amostra de Pilates.

Nos primeiros dez minutos já me apetecia desistir. O coração a querer saltar do peito e eu a querer mandar-me para o chão. Parece que nunca tinha feito aquilo na vida. O meu corpo não acompanhava a minha cabeça e muito menos os movimentos tão rápidos e ofegantes da professora. Mas a aula foi passando e tentei conseguir conjugar a minha respiração com a vontade de correr ali para fora. Não foi fácil. Nada. Os movimentos não saíram como eu queria. Doeu a puxar as pernas. A fazer abdominais. A fazer flexões e a prancha. Se doeu. Doeu querer acompanhar coreografias novas e rápidas quase sem pausas e em modo aceleração máxima. E Pilates. Que dizer? Se aquilo foi uma amostra não vai ser fácil querer arrastar-me para uma aula. Esticar braços, esticar pernas, esticar pontas do pés. Balançar para aqui balançar para ali. Sempre esticada. Só com uma perna, só com a outra tentar equilibrar e eu a aterrar quase de cabeça. Não vai ser fácil. Mas gostei de voltar. Mesmo. Tentei concentrar-me em estar só ali. Coisa que não tem sido fácil. Mas ali foi. E melhor, soube bem!

18
Dez18

Faceweek*

Maria

20181211_090256.jpg

Há lugares bonitos.

IMG_20181218_131250.jpg

Alguns looks usados na semana passada. Tudo muito prático e nada de roupas novas. O vestido cinzento é bastante confortável e quentinho, óptimo para este tempo. A primeira camisola, era um vestido que mandei cortar. Também bastante quentinha. Tudo o que interessa para este tempo visto que as temperaturas estão a descer.

IMG_20181215_162105_480.jpg

No sábado fui comer uma francesinha que já não me lembrava e estava óptima, aliás nunca desiludem estas.

IMG_20181214_201705_077.jpg

O pormenor da ultima manicure usada. Verniz da @Andreia nº H13 Hibridgel.

Também já se começou o desafio #sorrisosdenatal que podem acompanhar nas redes sociais.

Podem sempre acompanhar todas as novidades: 

30
Nov18

O que tem em comum carneirinhos, cosméticos e candy crush?

Maria

Insonias claro. E já ca faltava uma crise de insónias.

Quando eu penso que elas realmente se foram, elas acenam e dão o beijo no ombro das invejosas - no meu claro - que só queria que elas fossem para o raio que as parta.

Quem dorme bem provavelmente não entende isto. E não sabe, também provavelmente, a sorte que tem.

Eu não sou a melhor amante do sono, mas assim como toda a gente preciso. Para o bem da minha sanidade mental, do meu bem estar, da minha capacidade no trabalho, para a minha pele, para bem dos que me rodeiam e para não me apetecer a cada cinco minutos me atirar para o chão só naquela de deixar estar quietinha. Preciso de dormir bem. Mesmo no pouco que acho que durmo na maioria das vezes. Mas quando esse pouco é bom, basta. Depois vêm as insónias e baralham esta merda toda cá dentro.

Acordei por volta das quatro e fiquei durante alguns minutos a fechar bem os olhinhos a ver se a coisa se dava de voltar a adormecer mas nada. Fiz todos os malabarismos possíveis,  virei-me para o lado esquerdo para o lado direito, barriga para cima, barriga para baixo e nada. Tudo na mesma linha já que o quarto estava completamente escuro devido a ter fechado muito bem a persiana. Foram uns longos minutos até decidir ir ao wc, não fosse o corpo ter despertado para ir fazer um chichizinho mas o cérebro não ter associado as coisas. Deitei-me e após mais uns longos minutos comecei logo a ver que estava fresca demais para quem vai deitar pro lado e adormecer. Peguei no telemóvel vi novidades ou apenas constatei que estava tudo normalmente a dormir aquela hora. Joguei candy crush, mas aquilo só tem cinco vidas e elas foram-se num instante até que tive que contar carneirinhos. E quando recuperei vidas no candy crush voltei à carga. Voltei a desligar tudo e a olhar pro tecto. E comecei a ouvir a chuva a cair cá fora. E eu sem dormir. E de repente eram cinco e tal e voltei a repetir os processos e nada. Até que, pelas seis e meia da manhã olhei para as horas a última vez antes de aterrar. Às oito estava acordada. Mas em modo lento lentinho. O que me fez sair de casa quase à hora que devia estar a entrar no trabalho (valha-me as horas extras servirem para alguma coisa).

Não estou mal disposta, mas esta noite dormi cerca de quatro horas. E isso explica este modo bem disposto zombie que me encontro. Na verdade não me sinto fresca como uma alface do Lidl, mas sinto que estando na prateleira dos frescos as aparências enganavam. Na verdade por fora a coisa até se dá, a maravilha dos cosméticos, no caso a base ajudou, mas por dentro sinto que estou em cacos, com os astros desalinhados e com o tico e o teco a falar línguas diferentes. Uma balbúrdia portanto.

Ora eis que hoje foi dia de Sr. Doutor e acabei de sair de lá e constatar que ele tomou consciência do meu eu interior, em cacos claro e depois de uns puxões de orelhas devido aos resultados das minhas análises, verificamos que a máquina  está em modo a precisar do fim-de-semana e não só. 

Ainda lhe perguntei: Sr. Doutor explique-me lá os valores completamente disparados a que se deve?

-isso quer dizer que está (a tiroide) muito acelerada lá dentro.

Portanto se calhar percebe-se as insónias. E o aumento de peso, mas tu não estás gorda, diz ele.

12
Nov18

Faceweek*

Maria

Douro

Esta foto! É a foto. O lugar. A paz. O sossego, após uma noite de chuva intensa, vento e frio. O Douro, os passeios de barco no Douro. A verdura. As montanhas. A natureza. A beleza.

IMG_20181112_132753.jpg

Estes foram os looks usados na última semana. Chuva e frio rima com botins, calças e cachecóis. E sorriso, nota-se!

IMG_20181112_132926.jpg

IMG_20181112_133046.jpg

Foi uma semana em que, apesar de ter recebido o resultado das minhas análises e a coisa não estar assim tão bem, a #MariaTexuga que há em mim aproveitou para morfar tudo e mais alguma coisa. Fiz muito jus ao S. Martinho! O pão-de-ló foi oferecido pelos meus compadres e a fatia de bolo pelo meu colega de trabalho que o comprou na feira de S. Martinho da escola. O vinho em caneca (olh'ó escândalo) que adoro em casa dos tios a lembrar a tradição de S. Martinho e as castanhas. A primeira fotografia foi do jantar de sábado à noite em casa dos meus amigos e compadres. Couve-flor recheada.

IMG_20181109_233955_563.jpg

O pormenor da ultima manicure usada. Unhas sem cor mas ainda assim lindas. Adorei esta técnica do Baby boomer..

Podem sempre acompanhar todas as novidades: 

13
Set18

Nazaré - os restaurantes à lá #MariaTexuga

Maria

Como já aqui contei, as férias não deram para muita praia. 

Então há que fazer jus ao nome #MariaTexuga e passei a aproveitar mais ainda para comer.

Como prometido, tenho restaurantes maravilhosos para partilhar. Até que acabo sempre por voltar ao mais antigo que conheço e que não desilude. Nem na comida nem no saber receber. Tão mas tão bom.

A Tasquinha - quem já foi a Nazaré é impossível que não conheça. É um dos restaurantes mais procurados. Tem pratos maravilhosos. A qualidade é sempre do melhor. Quem vai uma vez, volta. De certezinha absoluta. Ouvimos lá imensa gente a contar as suas histórias de voltar anos após anos. Portugueses e estrangeiros. No meu caso que já conhecia de ginja a casa, voltei uns catorze anos depois e - voilá - continua a não desiludir. Melhor, o Sr. Carlos, dono, pessoa amável, simpático e prestável lembrou-se do meu grupo de há anos, como pode? Mas é verdade. E foi tudo tão bom que voltei mais dias a lá jantar. Sempre bem recebidas. Muitos sorrisos. Muita simpatia por parte de todos, Sr. Carlos, a irmã, os filhos e os funcionários. Um bem haja para todos eles, por nos fazerem sentir tão em casa.

A Tasquinha Nazaré

A dica mais importante. Reservar. Sempre. Vão esperar na mesma (isto em época alta pelo menos é assim), vale a pena claro a espera, mas terem reservado é o melhor que fazem. E eles ainda vos brindam, enquanto esperam por um mini shot de um aperitivo. Depois a meu ver o preço é completamente de acordo à comida servida, a qualidade e quantidade. Peçam sugestões, eles adoram dar o seu toque. E há imensas coisas para experimentar. Estes camarões à Tasquinha na primeira fotografia, com aquela óptima salada escondem uma salada russa com maionese divinal. No todo é um sabor fantástico. Até que, um dos pratos para nós escolhido sempre que fomos foi quase sempre esse e depois escolhia-mos outro a dividir. A carne de porco a Alentejana foi o prato pelo qual me apaixonei pela Tasquinha há uns anos atrás. Só de me lembrar daquele sabor cresce-me água na boca. A melhor massa do Mar que comi. Acreditem é do melhor.

Se lá forem não se esqueçam de fazer uma visita. Vai valer mesmo, mesmo a pena. E falem com eles, vão sentir-se em casa.

Só tenho a agradecer ao Sr. Carlos, Carlos Pai e Carlos Filho, pela simpatia, dicas e conselhos naqueles dias.

Taberna d' Adélia Nazaré

A Taberna D'Adélia. Outro restaurante também bastante procurado, que também já conhecia e continua a não desapontar. Muito pelo contrário. Não tendo a confiança que se ganhou na Tasquinha, mas também acessível, pessoal simpático e atencioso. A melhor espetada que comi na Nazaré. Espetada de tamboril, camarão e lula. Deliciosa, acompanhada com batata cozida e um tipo de açorda de marisco. Sem esquecer a sobremesa que me ficou no paladar até hoje, uma panacota de frutos vermelhos de comer e chorar por mais. Não houve fotografia que uma pessoa mal olhou para ela devorou e nem deu tempo para tirar fotografia.

Casa o Santo

O Santo.  Também já conhecia de outros tempos e continua a ser dos mais procurados. Ali pertinho do elevador, podemos encontrar esta casa que tem óptimos petiscos. Nomeadamente as ameijoas que são do melhor com um molho apetitoso.

 

Como disse no outro post. Gostei de voltar a Nazaré tantos anos depois, encontrar casas que já conhecia e saber que a qualidade se mantém tão boa ou melhor. 

Neste caso fomos duas #MariaTexugas que gostam ambas de comer bem e aproveitamos bem as férias nesse sentido.

Fiquem com as dicas. Aproveitem e viagem mais cá dentro. Aproveitem também a nossa fantástica gastronomia.

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Sigam-me

<>

INSTAGRAM

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D