Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

Seis meses!

Consigo contar, em seis meses, os cigarros que fumei. Uns seis (sendo que o primeiro foi no jantar de natal da empresa e o último foi na derrota com o Sporting esta semana). É obra. Ou melhor, um orgulho. Sim eu sei, se nunca mais tivesse fumado é que era. Eu também acho que, se isso não tivesse contribuído para o meu aumento de peso (que acredito que sim) é que era. Adiante.

Sempre que ficava adoentada da garganta conseguia deixar de fumar. Aliás era automático e já aí ficava uns dias sem fumar. Conforme o que tinha acontecido, uns dias, umas semanas. E foi assim que também deixei de fumar desta vez. Tive uma crise em Outubro. Amigdalite. Má. Muita má. Uma semana de cama, repouso absoluto, falar o mínimo possível e não estar com gente. Seis penicilinas. E o normal - não queria nem ver o tabaco e o tempo foi passando e nem queria que me falassem em tabaco. E é por isso que estou há tanto tempo sem fumar. Com as tais excepções que fiz quando me apeteceu.

Não é fácil. Não é um mar de rosas. Fumar ou não. E nisto de dar a opinião, é a minha experiência. Mais nada. Mas o céu não ficou sempre azul depois de ter deixado de fumar. Pelo contrário. Cheguei a ouvir - "parece que desde que deixaste de fumar ficaste pior!". Totalmente verdade. Tá certo que também há os pontos positivos. Estou a tentar descobrir mais.

No Natal voltei a ficar adoentada e até à passagem de ano não consegui ter umas férias descansadas no meio do remédio e sem conseguir comer um doce que seja. Mas tudo voltou a piorar no início deste ano. Ou seja dois meses e pico depois de ter deixado de fumar tive a pior crise de sempre. Urgência para o hospital, cortisona para dilatar as veias, nebulizações, bomba e mais uns dias de cama a fazer contas a esta vida.

Desde que deixei de fumar foi tudo um mar de rosas? Não. Pelo contrário. Em seis meses tive a pior crise de sempre.  Continuei a ter crises de garganta. Estou quase a acabar um tratamento com penicilinas que sinceramente não me parece que esteja a ser um sucesso. Tenho mais seis quilos generosamente distribuídos apenas em sítios específicos, sempre aqueles que não se quer engordar. Não acho que esteja a respirar melhor. Não sinto mais o paladar das coisas. Não comecei a dormir melhor.

É isto.

Isto e seis meses sem fumar.

Faceweek*

IMG_20180419_111421.jpg

 

Alguns looks usados nos últimos dias. A Primavera parece que chegou, mas ainda há uns dias tivemos temperaturas bem baixinhas. Estou a precisar cortar a juba, mas eu e o meu karma em que as minhas cabeleireiras vão todas para fora trabalhar e eu até me dou bem sem procurar uma, mas às vezes precisa-se. É a altura.

Estou ansiosa por estes dias mais leves e soltos. Pelo sol. Por não andar carregada. Pelos tons mais claros. Tenho saudades. 

Rio douro

 A_DOURO

Às vezes o melhor mesmo é parar. Olhar. Procurar luz. Podemos não estar lá, mas ela está bem ali do lado. É parar. Olhar.

Nails

Nails

O pormenor das duas últimas manicures usadas. 

 

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito

To listening... ♥

 

"Não é sobre ter Todas as pessoas do mundo pra si

É sobre saber que em algum lugar Alguém zela por ti

É sobre cantar e poder escutar Mais do que a própria voz

É sobre dançar na chuva de vida Que cai sobre nós

É saber se sentir infinito Num universo tão vasto e bonito, É saber sonhar

E, então, fazer valer a pena cada verso Daquele poema sobre acreditar

 

Não é sobre chegar no topo do mundo E saber que venceu

É sobre escalar e sentir Que o caminho te fortaleceu

É sobre ser abrigo E também ter morada em outros corações

E assim ter amigos contigo Em todas as situações

A gente não pode ter tudo Qual seria a graça do mundo se fosse assim?

Por isso, eu prefiro sorrisos E os presentes que a vida trouxe Pra perto de mim

 

Não é sobre tudo que o seu dinheiro É capaz de comprar

E sim sobre cada momento Sorriso a se compartilhar

Também não é sobre correr Contra o tempo pra ter sempre mais

Porque quando menos se espera A vida já ficou pra trás

Segura teu filho no colo Sorria e abrace teus pais Enquanto estão aqui

Que a vida é trem-bala, parceiro E a gente é só passageiro prestes a partir

Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá

 

Segura teu filho no colo Sorria e abrace teus pais Enquanto estão aqui

Que a vida é trem-bala, parceiro E a gente é só passageiro prestes a partir"

daqui

Nada está ganho. Mas fez mossa.

Ainda sinto a batida no peito do Herrera da tamanha emoção que nos deu. E sentiu. Ser Porto.

E ele bateu. E bateu. Com garra. E força. E alma. De dragão no peito. Firme a olhar para o 12. E gritou. PORTO. Mais que isso. Sentiu.

Foi certeiro. Eficaz. Foi capitão. 

Foi um jogo de nervos. Como sempre o é,  um clássico. O Benfica começou melhor. Sem dúvida.  Nós fomos agarrando o jogo. Crescendo.  Apalpamos terreno.  Caímos e pusemos-nos ainda mais rápido de pé para dar tudo.

Não posso deixar de dizer que soube melhor pelas circunstâncias que foram. Não é por o rival ser quem foi, mas sim por irmos buscar o nosso lugar. Recuperarmos no campo deles. Isso torna ainda mais difícil a nossa conquista. Não ganhamos o campeonato. Sabemos que demos um passo importante para o conseguir, isso sim.

E não nos ganham se jogarmos com alma, garra, mística e levarmos o dragão ao peito. Não é mostrar o nome. É mostrar o símbolo da camisola que vestem. É a diferença.

FCP

 

E Herrera, eu estava lá, bem no meio dos super quando no dia 6 de Novembro de 2016 tu podias ter mandado a bola ali prá VCI mas foi para canto e o Benfica já nos descontos empatou num jogo que nitidamente não merecia, mas estava lá e sinto que um terço da força que puseste ontem no remate estava no sangue a fervilhar nas veias do que tinha acontecido.

Todos erramos, e estou em dúvida se tens sido tu a errar mais em campo, se nós, enquanto adeptos que nunca te chegamos a dar o devido valor que tens tido no [nosso] Porto.

 

Herrera, que tiro foi esse?

 

Benfica 0 x 1 Porto

Independentemente do caminho que seja, aprende!

 Valores

 

Na nossa conduta, há sempre um padrão que se deve manter inalterável.

As escolhas vão mudar. As opções. As oportunidades. Os erros. As falhas. As promessas. As vontades. O caminho. Os obstáculos. O querer.

Por mais mudanças que as nossas vidas tenham, por mais tombos que a gente dê, por mais feridas que demorem a cicatrizar, por mais "nunca" e "jamais" que se digam e que não se cumpram,  por mais erros que se cometam... é importante saber que os nossos valores permanecem inalteráveis.

Pode mudar-se tudo. Menos os valores. Os nossos.

[ ♥ ]

Olharam para o sol hoje?

Halo

[ observado cá no Norte hoje à hora de almoço - fotografias sem qualquer efeito ]

Halo solar

Halo solar: 

Um halo é um anel de luz que rodeia um objeto.

Os halos formam-se a 5-10 quilómetros (3-6 milhas) na troposfera superior. A forma e a orientação particulares dos cristais são responsáveis para o tipo de halo observado. A luz é reflectida e refractada pelos cristais de gelo e pode dividir-se em cores por causa da dispersão, semelhante ao arco-íris.

É um fenómeno natural que ocorre quando existem cristais de gelo na atmosfera e a luz do sol os atravessa.

 

São estes fenómenos naturais que nos fazem ficar estupefactos com o que conseguimos visualizar e que é obra da natureza. O efeito do circulo total em volta do sol não passa indiferente.

Faceweek

Look

Alguns looks usados na última semana. A Primavera continua com tons muito escuros e parece que só no dia de Páscoa houve um rico dia de sol. As temperaturas continuam baixas. E na sexta-feira santa choveu cântaros, picaretas, bolas. E trovoada como não me lembra. Autêntica bomba. Que medo. Estive sem luz cerca de doze horas e já não me lembrava o que era jantar à luz das velas. Parece que tem vindo tudo de uma vez no que toca a mau tempo. E se abre umas horas de sol, temos uma semana de chuva intensa, granizo, frio, neve e trovoada. Estamos em Abril. 

 

Douro

 A_DOURO

manicure

O pormenor da manicure usada na semana passada. Um vermelho que adoro.

 

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito

SorrisoIncógnito

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em https://sorrisoincognito.blogs.sapo.pt/.

<>

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.