Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

17
Set20

Este país não é para velhos - o tanas!

Maria

[imagem retirada da internet]

Eu tenho uma ligação muito grande com a minha família. Sou muito família. Os meus são[-me] tudo e não é cliché.

Cheguei a não perceber porque as famílias não se dão. Porque não se falam. Porque embirram. Porque não convivem. Não é que agora não perceba. Mas o sangue não é tudo, assim como o amor. Tive que entender que podemos ter o mesmo sangue a correr nas veias mas somos pessoas diferentes, pensamos diferente, queremos diferente e deixamos muitas vezes as divergências quebrarem a ligação... outras vezes são após terceiros aparecerem que as ligações se fragilizam.

Mas no meio disto tudo, não sei se pelos valores que me passaram, se pelos ensinamentos que tive, se por infelizmente só ter conhecido uma avó e sentir que me faltou conhecer os outros... no meio disto tudo eu prezo muito a família. Os momentos em família. As conversas, as partilhas, as experiências que nunca vamos ter na vida. Os conhecimentos, as lendas, o antigamente...

Quando olho para o lado, talvez para outros com a minha idade, ou mais novos, não vejo isso. Não levam a família assim "tão a sério" e as ligações perdem-se... principalmente com os mais velhos.

Não sei se o facto de estar solteira influenciou, mas acho mesmo que não, sempre fui família e prezei muito as ligações familiares, mesmo quando estou acompanhada.

Gosto imenso de quando se juntam e não me importa de ouvir contar certas histórias repetidamente. A velhice traz isso, do esquecer o que já se disse, do querer partilhar o que marcou, do querer lembrar o que já lá vai há muito. Nós lá chegaremos. E sinceramente acho que seremos pessoas mais solitárias que os velhos do nosso país neste momento, porque infelizmente cada vez mais eles são descartáveis porque o ser humano está mais egoísta e só pensa naquele que se move à volta do seu umbigo... um dia vai sentir-se na pele o que é ser-se velho e os olhares de "empata" que certas pessoas mandam.

Um dia destes, em família, ouvia uma história de há mais de uns cinquenta anos, de uma história de amor que não acabou, mas que passou para outro plano visto que infelizmente uma das pessoas já faleceu e perdi-me enquanto a ouvia...

Hoje ama-se menos, com menos respeito, com mais inseguranças e com menos valores. Com muitas expectativas em pouco empenho. Numa experiência que é viver muito o hoje, em que não se investe, não se trabalha no outro, em que o desistir é mais fácil.

Eu visito muito os meus tios e não visito mais a minha família porque a vida é assim... mas enriquece-me o tempo com eles. Gosto imenso de os fazer sorrir. De ser a palhaça com eles como sou com a minha afilhada de três anos. De lhes dar a minha companhia, de os abraçar (e como agora sinto essa falta) de os ver em pleno quando reunidos.Gosto muito da família que me calhou. E quando eles me agradecem por aparecer, sou eu que fico agradecida por ainda os ter e por os ver numa luta que é geral aos nossos idosos - a incerteza do amanhã, a conquista de um lugar bonito na vida de outros, o carinho, agradecimento e compreensão.

Este país é deles, antes de ser nosso.

14
Set20

O amor é um lugar incrivelmente estranho. E bom. E fodido!

Maria

IMG_20200914_144727_052.jpg

 

Continua a querer ficar se queres mesmo ficar. Vai se achares que o que faz sentido é ir.

Acredita acima de tudo em ti. No que o teu coração te diz. No que faz bater lá dentro mesmo quando cá fora tudo parece desalinhado. Acredita em Ti e no Amor. Ouve. Não os outros mas tu.

Um dia vai dar certo.

Vais perceber que tinha de ser assim. Vais deixar de questionar o caminho. Vais agradecer por teres chegado ali. Onde faz sentido.

Porque isto da vida é isso que interessa, o fazer-te sentido.

Acredita no Amor, mesmo se os astros andam desalinhados.

Porque é o que faz sentido. Sentir [ ♥ ]

09
Set20

Carta de amor #5

Maria

Desde que fui madrinha, o meu coração nunca mais foi o mesmo. Nem a minha vida. E nem vejo a minha vida já sem ti, isto porque estou contigo quase todos os dias e quando não estou quase sempre falo contigo ao telefone.

E isto é ajudar-te a crescer e acompanhar-te sempre que posso. Ser madrinha é isto, certo?

20200909_173422_0000.png

 

Sentir que também gostas de mim, que gostas de passar tempo comigo, que gostas muito de vir lá para casa, que queres ir à praia comigo, ou mesmo quando me perguntas "vens minha casa hoje?".

Continuo a dar-te colo sempre que pedes. A dar-te a mão para te ajudar a caminhar. A brincar sempre que posso e a ser a tua palhaça de serviço. Tão bom!

Não somos do mesmo sangue, mas isto é família.

Desejo que cresças feliz. Com esse sorriso bom que tens e que não percas esse sentido de nos fazer rir pela marota que és.

Posso não te dar o mundo, mas nunca te faltará amor. Obrigada por seres minha afilhada e por dares cor a esta minha caminhada!

Grata.

Parabéns minha pequena.

Amo-te muito ♥

31
Ago20

Descontos - últimos dias!

Maria

Setembro é já amanhã e com isso, muitos de nós deixam para trás as férias e já só pensamos no próximo mês, no voltar com as energias repostas e no planear os próximos dias.

Para nos ajudar, na @EscapeShoes estão aí os últimos dias de saldos, de preços tão baixos que nos fazem pensar em aproveitar estes últimos dias para comprar aquele calçado que nos ajudará a começar já estes dias que estão a  chegar.

Deixo-vos, desta vez, também algumas sugestões para homens, em calçado já para a próxima época a preços mais convidativos:

Escapeshoes 10.png

1 _ 2 _ 3 _ 4 _ 5

E como não podia deixar de sugerir, aqui ficam para nós mulheres, os essenciais para os próximos tempos ainda a preços de saldo:

Escapeshoes 10 mulher.png

1 _ 2 _ 3 _ 4 _ 5

Espero que gostem das sugestões e visitem o site porque há muitos mais descontos quase quase a desaparecer à vossa espera. @EscapeShoes estão à espera de quê?

Não se esqueçam de subscrever a newsletter deles e assim estão sempre a par das novidades. E ao subscrever têm logo 10% desconto.

Aproveitem e boas compras!

[PUB]

26
Ago20

Das férias aqui...

Maria

As minhas férias estão a ser espectaculares e não estou a conseguir postar muito além das redes sociais. E se não me seguem no intagram - @sorrisoincognito - não sabem o que perdem.

Fui fazer a rota dos cetáceos e foi uma experiência incrível. Vi golfinhos e foi um dia de sorte porque conseguimos avistar baleias piloto. Vídeo  no instagram.

IMG_20200825_235616_646.jpg

Assisti a um Pôr-do-sol espectacular e isso é uma das minhas vibes favoritas, já sabem ❤😍🌄 foi no Pico do Arieiro e quem vem à Madeira não pode perder.

IMG_20200826_110518_842.jpg

 

21
Ago20

Férias fora, cá dentro ❤

Maria

Já cá estou desde terça. 

A saga do teste acabou com a marcação em Vila Real porque faz testes ao fim-de-semana e o Porto não (?!) E para quem faz viagem à terça ou quarta não há outra hipótese quase.

No dia seguinte tinha o resultado por email. E no dia seguinte viajei para a Madeira. Correu tudo muito bem mas tenho que dar a minha opinião sobre o processo de viagem. Dentro do avião.  Mais que haver o cuidado de quem é primeira classe, quem é premium ou quem comprou a tarifa mais baixa, neste momento o mais importante deveria ser quem fez teste antes ou não.  Estou pouco a lixar-me quem ia em primeira classe ou quem vai em económica. Mas sinceramente depois de eu ter feito cerca de 140 km para fazer um teste e fui negativa custa-me não saber se a pessoa que está sentada ao meu lado fez deste ou poderá estar infectado. Não haver divisão disso deveria ser punido. Porque depois quando entro no aeroporto, seguir uma linha "free pass" e separar-me das pessoas com que vim até então é só estúpido. E eu não vim numa low cost vim na TAP e condeno que não tenham feito esse cuidado.

Posto isto. Aterrei na Madeira há uns dias e estou por cá a aproveitar.

20200818_122735.jpg

20200820_111431.jpg

20200820_151810.jpg

Boas férias a todos!

14
Ago20

Hoje é Aquela sexta-feira do ano!

Maria

A mais esperada.

São sempre, confesso. As sextas feiras por norma deixam-me - ainda - mais bem disposta. Mesmo que sejam por norma, aqui na empresa, os dias em que o trabalho é mesmo no stop. Mas o fim-de-semana está à porta e faz o balanço.

Mas hoje é aquela sexta-feira em que aqui a Maria entra de férias. E são as férias "grandes". Duas semaninhas seguidas que sabem pela vida.

Este ano foi um ano atípico, para todos. Para uns melhor, para outros pior e eu não me posso queixar de todo. Até porque, para muitos foi ano de dificuldades e para mim, estes oito meses foram de superação, aceitação, muito trabalho, mas que senti que foi recompensado ao olhar para trás e para o lado.

E eu sou grata. 

Eu sei que temos sempre "ses" "prós e contas" mas eu sou das que olha para o lado positivo e luta por esse lado.

Sou grata por ter trabalho. Preciso imenso de férias. E tenho a sorte de as poder gozar, nem que seja para fazer nenhum, mas o meu trabalho pede-me isso. E o meu psicológico mais ainda. O telemóvel do trabalho não vai ser atendido e eu não vou olhar para milhares de números para atrofiar ainda mais a cabeça, não vou olhar para burocracias e papelada que todos os dias cresce na secretária. Não vou lidar com os problemas dos outros, aqui. Não vou ter que lidar com burocracias do estrangeiro e durante quinze dias não vou ouvir falar alemão (ahah) ou vou. Nada disso, vou entrar de férias hoje e espero que consiga mesmo restaurar energias.

A t-shirt que decidi usar hoje é o reflexo do modo em que estou hoje.

 

Não tenho estado muito activa, porque o trabalho tem mesmo sugado muito tempo. Espero que isto a partir de Setembro mude qualquer coisa...

Até lá, vou ver se dou notícias, mas nas redes sociais estou sempre mais activa.

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito 》

Boas férias para mim e para quem está, ou também vai!

Até lá muitos sorrisos para vocês!

05
Ago20

Testes à Covid 19 : Madeira VS Açores

Maria

MADEIRA.png

 

A Madeira foi a primeira a chegar-se à frente com a ideia de para entrar em território Madeirense tem que fazer-se um teste. Tudo bem e concordo com a medida. E eles assumem os custos. 

Os Açores foram atrás da ideia, mas anteciparam-se à coisa e na volta assim que isso começou já tinham acordo com mais de cem laboratórios espalhados por todo o país.

A Madeira abriu com um laboratório em Lisboa. Apenas dias mais tarde. Abriu Coimbra. Mais tarde um no Porto, há cerca de uma semana e pico um em Vila Real e recentemente em Barcelos.

A partir daqui, já não está tudo bem.

[Açores 1 x 0 Madeira]

Marcação de testes à Covid 19 para os Açores, consegui marcar com menos de uma semana de antecedência do vôo e no mesmo dia em que enviei um email para um laboratório no Porto, passadas poucas horas, recebi logo um email de confirmação do mesmo.

Marcação de testes à Covid 19 para a Madeira, mandei email para marcação para o Porto e passados quatro dias respondem-me a dizer que não têm hipótese. Mandei email para Vila Real a pedir marcação no sábado dia 25/07 e mais de uma semana e meia depois ainda estou à espera de resposta... (se tivesse viagem entretanto já foste!) e nem vou comentar o atendimento telefónico que recebi ao ligar na passada sexta-feira para pedir informações.

Sendo que, para passageiros com viagens marcadas às terças e quartas-feiras (como é o meu caso - olha o karma) ainda têm outro senão: os testes têm que ser feitos ao fim-de-semana e para isso não há - ainda - solução, quando já passou um mês de terem aberto as portas aos turistas e há AINDA MAIS essa anomalia.

"Não é possível realizar testes aos sábados, domingos e feriados. Os voos que saem às terças e quartas-feiras para a Madeira nem sempre poderão ser agendados neste ADC. Estamos a trabalhar para resolver esse problema." uma das respostas recebidas.

E depois ainda leio comentários de Madeirenses a dizer que se o povo tivesse consciência não ia para lá fazer o teste só no aeroporto. O que se esquecem é que há todo um processo que ultrapassa quem tem viagem marcada para ir. E que quer mesmo fazer o teste antes. E que não se importa de fazer mais de  70 quilómetros (s-e-t-e-n-t-a para cada lado) para o fazer.

O que me cutica a paciência é não trabalharem bem quando fazem propostas deste género.

E anda uma pessoa a pagar um balúrdio para uma viagem dentro do nosso país e é toda uma dor de cabeça para fazer férias cá dentro. Que já quase não apetece.

(e eu não vou propriamente por férias, mas para reencontrar família!!)

Sinceramente...

 

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito 》

 ▪Texto em destaque na página do @SAPO

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D