Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

26
Mar20

Fala-me de Um Dia Perfeito (Netflix)

Maria

Frase do filme: Às vezes a pessoa que mais precisas, precisa mais de ti.

 

Dois adolescentes lidam com problemas pessoais e criam uma forte ligação, enquanto embarcam numa viagem para documentar os locais mais deslumbrantes do Indiana.

Violet Markey (Elle Fanning), uma rapariga introvertida devastada pela morte da sua irmã, recupera a alegria de viver quando conhece o excêntrico e imprevisível Theodore Finch (Justice Smith).

23
Mar20

A minha rua é melhor que a tua* #10

Maria

Ouvi algures que estamos numa época em que "tu escolhes ser o vizinho que quiseres".

E automaticamente lembrei-me que nas grandes cidades, nos grandes prédios de vários apartamentos, ou mesmo em prédios mais pequenos as pessoas não se conhecem. Às vezes não sabem quem é o vizinho da frente e muito menos alguma vez falaram com o vizinho do lado. Alguns nunca se cumprimentam e muitas vezes nem ajudam a segurar a porta ou a fazer o elevador esperar porque não lhes está no sangue, acho eu.

Eu nunca vivi assim. Sou da aldeia. Todos se conhecem (acham que sabem o que é e o que não é). Grande parte cumprimenta-se. E muitos são os que estão lá para ajudar. Sem ser por força do intrometer-se onde não é chamado ou pela cusquice.

Para quem me segue não é segredo que A minha rua é melhor que a tua e que tenho os melhores vizinhos do mundo. E em tempo de quarentena é ver-nos todos os dias à varanda a perguntar está tudo bem? Sim, aqui é assim que nos tratamos. Que nos vemos uns aos outros. Que ansiamos por estarmos todos lá fora na rua sentados na conversa. Ora no meu passeio, ora no muro da casa da vizinha, ora no passeio da casa de outro. 

Na casa ao lado moram os meus compadres e por isso vejo a minha afilhada todos os dias, e já não sei bem o que lhe dizer assim que diz que quer que eu vá lá, ou que quer vir cá. Que quer o meu pai ou a minha Mãe e que ainda me diz "anda mainha busca-me que tou pesa".

Em tempo de quarentena isto alivia. Falar à distância de uma varanda. Saber deles. Aliviar o estar cá dentro nem que seja só mesmo para saber que graças a deus continua tudo bem. 

Há sempre um bom dia, boa tarde ou até boa noite. Um sorriso e um bater o pé com um rais'que parta isto. Mas aqui juntos, ainda que separados pelas casas, as varandas suportam-nos.

E desse lado, conhecem o vizinho da frente, ou quando estão à varanda nem sequer cumprimentam o do lado?

E Eu sei que muitos não sabem sequer o que isto é. Mas é isto que me faz gostar tanto de viver aqui. A minha rua é melhor que a tua. É isso.

IMG_20200323_222413.jpg

 

* [e tenho o melhor lugar para tele-trabalho a ver o melhor pôr do sol]

22
Mar20

Não há agasalho que nos proteja de pessoas frias. O resto dá-se um jeito

Maria

Às vezes ainda me surpreendo com as pessoas. Não devia.

Enquanto há todo um esforço para não se sair de casa.

Enquanto uns fazem tele-trabalho. E empresas fecham.

Enquanto uns têm que fechar os seus próprios projectos, lojas, empreendimentos, o pão de cada dia.

Enquanto uns fazem isolamento/quarentena voluntária.

Enquanto uns não visitam a família.

Enquanto uns adiam casamentos, batizados, festas comemorativas...

Enquanto uns não festejam o aniversário com a família e amigos. 

Enquanto uns ficam isolados e completamente sozinhos em casa.

Enquanto as escolas fecham e todas as crianças vão para casa.

Enquanto pára o futebol.

Enquanto uns dão concertos a partir de casa para animar a malta.

Enquanto uns dão aulas de fitness, exercício físico, zumba, o que seja - de casa - para nos manter activos de casa.

Enquanto há pessoas que gostavam de ficar com os seus em casa e arriscam todos os dias a ir trabalhar para os restante de nós termos o necessário.

Enquanto uns arriscam a vida para agarrarem a vida de outros - Obrigada!.

Enquanto uns não conseguem fazer a ultima cerimónia merecida a um ente querido.

Enquanto há pessoas que têm família internadas que já não visitam alguns dias...

Enquanto há pessoas que se disponibilizam a ajudarem os mais necessitados e os mais idosos.

Há outros que num dia de sol, vão passear para as marginais, para as praias, para o calçadão, para o raio que as parta porque isso não vale e pode ser evitado sem custo. Sim sem custo, poupem-me - a mim e a todos aqueles que adotaram o #ficaemcasa.

IMG_20200322_223836_770.jpg

 

Em tempos escrevi - Não há agasalho que nos possa proteger de pessoas frias. Distantes. Amargas. De pessoas que não olham para o lado, que não sentem os outros, que não se dão. Pessoas que não sabem sorrir. Ajudar. Ver além do seu mundo.

E é tão isto. Enquadra-se. Não se entende essas pessoas. Não se entende como fazem isto. Não percebo pessoas - destas. Não consigo.

21
Mar20

Da Primavera que sempre me chega hoje, 21 de Março!

Maria

És a minha primavera que me começa desde que me conheço a 21 de Março.

Não são as datas. Mas é o teu dia.

Programei estar talvez aí, hoje, por ser fim-de-semana, mas a vida é isto das voltas. Das incertezas e das maiores certezas que a vida é isto. 

Mas também é saudade. Muita. De nos ver juntos. De não ter esta distância que nos separa. De te poder abraçar e de rirmos ali juntos. 

Tenho saudades da nossa infância. De como nos gostávamos, protegemos e tentamos lidar sempre com a educação que tivemos com todas as dificuldades.

Crescemos juntos e fomos sempre muito amigos. Talvez nunca conseguisse entender como há irmãos que não se dão. Nós ainda hoje, falamos quase todos os dias, mesmo estando a milhas de distância.

Ensinaste-me a crescer rápido porque me levavas contigo para todo o lado. Os meus amigos foram em grande parte os teus amigos, logo pessoal mais velho que eu. E que hoje não mudaria nada.

Contigo aprendi a fazer a fazer costeletas às duas da manhã que fosse, porque não te deitavas sem petiscar alguma coisa, muito menos quando vínhamos da night. Agora entendem esta #MariaTexuga que gosta de comer antes de se deitar? 

Tenho saudade desse tempo. 

Aqui, ali ou acolá, mas juntos mesmo com esta distância que nos separa.
Desejo-te um dia feliz! Uma vida feliz e mil sorrisos! Mais cedo ou mais tarde estamos juntos.
Parabéns Mano! Amo tu 

20
Mar20

Éclatant - compras online

Elie Saab _ Review

Maria

A Éclatant é uma loja online que vende produtos de beleza de marca. Perfumes originais, cosméticos, maquilhagem, produtos para o cabelo das marcas internacionais mais conhecidas, cuidados para a pele entre outros. E é portuguesa.

Tenho optado cada vez mais por compras online e principalmente nesta altura que pedem-nos para estar o mais possível dentro de portas, nada melhor que optar mesmo por compras online e por fazer com que nos cheguem as coisas a casa sem termos que nos deslocar a lojas físicas e cheias de gente.

Quanto à encomenda, correu muito bem. Foi um processo bem simples e rápido. O site é bastante clean e prático. Em dois dias tinha o produto em casa como prometido no site, bem protegido e sem grandes gastos desnecessários quanto a plástico, por exemplo. E pude acompanhar a encomenda com o código de registo fornecido para que nada se perca. Eu pelo menos gosto sempre de encomendas que nos chegam registadas.

Ora, adoro perfumes e gosto de experimentar apesar de ser muito fiel aos meus preferidos. Neste caso e depois de já ter ouvido falar muito bem deste e de ler algumas reviews, resolvi encomendar o Le Parfum de  Elie Saab para experimentar.

20200320_115234.jpg

IMG_20200314_174117_912.jpg

 

Quanto ao perfume, estou a usar desde que o recebi e o frasco parece um diamante como disse a "minha" pequena, todo em vidro, com forma elegante a parecer uma jóia. É uma fragrância suave. Se querem um perfume que exploda por onde você passa, não me aperce que este seja o caso. O cheiro fica, mas não se sente em excesso. Não é nada enjoativo mesmo com a nota doce que tem.

"Flor de laranjeira, Absoluto de jasmim, Coração de patchuli, Acorde de cedro, Mel de rosa".

Já usaram?

 

[PUB]

20
Mar20

Desafio de escrita dos pássaros #2.8

Maria

» Foi tão bom, não foi «

desafio passaros.JPG

Na verdade isto de estar em quarentena depena-nos a alma, deixa-nos assim meio que inocentes e à nora, de repente o telefone tocou com sinal de mensagem. A minha professora de ginástica a dizer que ia fazer uma aula em directo para o grupo para quem quiser fazer. 

Primeiro pensamento: Boa, alguma coisa para fazer diferente nestes dias "tão o mesmo".

Segundo pensamento: Bem é uma aula de ginástica. Localizada. Uma horinha... hummm que animação (menos um bocadinho).

Terceiro pensamento: Se calhar dizia que não posso, não estou. Ah mas agora estamos em casa não dá essa desculpa. Se calhar finjo que não vi a mensagem! - ahh mas vi e ficou lá marcado que eu vi. Se calhar arranjo outra desculpa qualquer...

Quarto pensamento: Deixa-te de merdas e vai mexer masé esse rabo, que sempre a comer quando tal rebolas mesmo.

E assim foi. Há hora marcada lá estava eu a aderir ao grupo quase das primeiras com um entusiasmo meio forçado, parecia que um lado dizia "Boa, vais mexer esse corpo" - e por outro lado "não me apetece mexer o lombo!". Mas na verdade foi uma hora bem preenchida, quase nem deu para respirar e aquilo era tão rápido que até parecia que estávamos lá na sala a ter uma aula normal.

Já depois de alongarmos a professora chegou-se mais e disse "Foi tão bom, não foi?". Respondemos todas que sim, mas foi quando depois de um banho quente me deitei na cama e pensei cá para mim, olha ainda bem que fiz, soube-me pela vida!

Às vezes é isto, só damos valor depois de fazer. E na verdade se não chegarmos a fazer, não chegamos a saber o que perdemos.

Vejam os meus textos  aqui.

19
Mar20

Faceweek*

Maria

IMG_20200319_095435.jpg

IMG_20200319_095756.jpg

Aqui ficam alguns looks usados nos últimos dias. Ou melhor na semana passada, quando ainda andávamos menos assustados, mas já em alerta. Tentei quebrar o meu "uso" de preto, que é sempre uma das cores preferidas, e andar mais em tons neutros e claros. A única peça nova é a camisola branca com aquele feitio nos ombros, das ultimas compras que fiz há mais de um mês da @Stradivarius. Como podem ver, na segunda montagem de fotografias, fiz mais um brinco na orelha depois de esperar mais ou menos um mês de ter feito o segundo. Pronto, uma pessoa ganha coragem e é sempre seguido. Para já pára. 

Assim como esta rubrica com certeza vai ter uma pausa. Os looks que partilho com vocês não são nada de especial e quase sempre simples, no entanto estando eu a trabalhar de casa, adotei o modo confortável sempre e não se torna muito instagramável (ahah), mas como eu #nuncasereiumaFashionBlogger nunca se sabe.

IMG_20200314_102041_816.jpg

Aqui a Douro está-se mais ou menos assim. Parece tantas vezes tão longe do resto do mundo e tantas vezes a distância nem se nota e assusta. Mas que continuem a ser dias calmos, com boas energias, esperança, fé e procura diária de paciência para estas dias de quarentena.

IMG_20200314_204345_785.jpg

O pormenor da manicure que estou a usar, pintadas na semana passada.

Podem sempre acompanhar todas as novidades: 

17
Mar20

Aqui, um bocadinho abaixo do Pólo Norte

Maria

Acho que nunca pensei na vida escrever um post assim. Acho que nunca me passou pela cabeça algum dia o fazer. Mas como a mim, acho que a muito de vocês. Isto era mesmo coisa para nos passar ao lado e não chegar cá. Até que chegou, está para ficar e a nossa melhor arma para o enfrentar é tentar ficar saudáveis em casa.

Ontem, depois de dois dias em casa, fui trabalhar. E não vi lógica nenhuma nisso (eu e a cagufa que tenho, e quem me segue algum tempo sabe, das minhas crises de garganta e neste momento não pode haver a hipótese de ter que ir a correr para um hospital fazer nebulizações com corticoides) de ter que me deslocar para o trabalho e expôr-me. Mas isso acho que devia ser para quase todos possível. Porque as empresas de hoje ou amanhã terão mesmo que fechar e é melhor fechar com pessoas saudáveis que com pessoas já doentes. Mas somos o país do "logo se vê".

É verdade, peguei literalmente nas minhas trouxas e montei o escritório cá em casa. Não é fácil. Não tenho o espaço que preciso, mas uma pessoa dá o jeito para que as coisas se façam. Há muito skype e messenger para o trabalho e para as outras empresas com quem trabalho.

20200317_094733.jpg

 

Eu, que trabalho maioritariamente com o estrangeiro e estou a ver os próximos tempos bem difíceis, vou tentar manter as coisas alerta desde casa. Aqui, com esta vista, perdida nas montanhas, no rio, com ar puro (espero) e a fazer figas "vai ficar tudo bem".

Espero que desse lado se mantenham também seguros. Se possível em casa. E se andarem na rua para o essencial tenham cuidado.

Aos profissionais de saúde continuo a agradecer, após estes dias , o incrível trabalho que estão a fazer e os riscos que estão a correr do trabalho em excesso e das poucas horas a descansar. OBRIGADA!

Coragem Maria, coragem. Tu sabes, a vida não é fácil para quem mora ali um bocadinho abaixo do Pólo Norte - mas desta vez - acredito que não seja muito mais fácil para quem vive nos grandes centros!

Sobre mim

foto do autor

Espreitem Como eu Blog

Expressões à moda das “tripas” do Porto!

Sigam-me

<>

<>

<>

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sorriso desde 11/02/09

<>

<>

Twita-me

<>

<>

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D