Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

Coisas que me dão a noção de como o tempo passa! *16*

Posts em rascunho.

Eu tenho sempre posts em rascunho. Primeiro porque muitas vezes surge-me inspiração e ponho em rascunho para depois rever. Outras vezes porque vou escrevendo textos que ainda não chegou a hora de os partilhar (e tantos desses nem chegam a ver a luz do dia). Nunca vos aconteceu?

Outros posts que vou fazendo com vários itens e até lá ficam em rascunho. Ideias. Desafios. Encontro de tudo um pouco nos meus rascunhos. Depois há dias em que vou ver o que tenho para ali e como aconteceu hoje fico estupefacta com o tempo que aquilo ali está. Uns estão completamente desactualizados outros há que continuam a bater certo com o dia de hoje...

O rascunho mais antigo data de 4/08/2013 e ao ler tenho a perfeita noção do dia em que o escrevi. Do que me inspirou. Quem. Da história. Da memória. Da lembrança. Do porquê de ser um rascunho. E é um que nunca passará disso. De um rascunho.

Também vos acontece?

9 anos!

Esperem lá... inspira/expira... 9 anos! Como assim 9. Já? Sim, 9 anos de Blog!

(toda eu ciscos nos olhos)

 

3397 posts

10210 comentários

294 777 visitas

940 reacções

3876 likes no Facebook

516 Seguidores no Instagram

356 posição no Blogs Portugal

Muitos destaques no blogs do sapo que continua a ser uma equipa fantástica 

9 anos de existência 

9(7).jpg

 

  

De mim, de vocês, de muitas partilhas, de muitos sorrisos incógnitos, de NÓS! 

 

A sério 9? É o que mais me tem ocorrido nestes últimos dias. Continuo a sentir-me surpreendida pelo blog continuar a fazer parte da minha vida a cada ano que passa. E sempre muito presente. Há nove anos atrás não imaginei isso nem que lhe sentisse a falta. Deste constante desafio. Deste apego. Desta partilha. De tantos que vieram, dos que ficam. Dos que passam. Lembro-me dos que me fizeram criar este espaço, que muitos já não existem mas que me deixaram uma marca. E saudades. De uma altura em que os blogs eram muito mais "nós". Mais genuínos. Mais verdadeiros. Menos interesseiros. Menos marcas. Mais sem filtros. Menos "fama".

O blog da mini-saia da Mónica Lice foi o primeiro que segui ainda do tempo de Bissau. E como era tudo tão diferente.

Já conheci gente que veio do blog. Já fui convidada para um programa de televisão. Já fiz desafios para quem me segue, já entrei noutros. Já aprendi muita coisa com o blog nomeadamente que há gente que tem um blog que nem sabe o que isso é ou poderia ser, assim como há gente que vive mesmo isto de ter um blog. Já partilhei imensas histórias e conheço imensas histórias.  Há gente que continuo a seguir do início e não tem como não conhecer tanta coisa.

Há nove anos atrás criei o blog para partilhar sorrisos de tudo e de nada, para falar do que me apetece, quando me apetece. O propósito continua o mesmo. Deixa-me partilhar a minha inspiração na escrita. E como eu gosto disso. E continuo a ter partilhas boas disto. Continuo a conhecer outras tantas partilhas que gosto. Continua a trazer-me gente de sorrisos que me ajuda. Energia positiva. Sempre. Já espalhei muitos sorrisos, já recebi muitos sorrisos. Já partilhei lágrimas, e recebi ainda mais sorrisos. Já escrevi coisas tão minhas que me vão na alma. Já foi completamente anónimo. Já serviu tanta vez de diário, de um ombro para desabafar. Trouxe-me pessoas novas. Trouxe-me histórias partilhadas. Trouxe-me Pais Natal secretos e PPC’s. Trouxe-me miminhos de blogs com gente dentro. Trouxe-me partilhas que não mais vou esquecer... Continua a ser uma aventura. Todos os dias.

Enquanto continuar a fazer sentido, cá estamos. E eu gosto de cá estar. Acreditem. E agradeço a quem está também. Muito!

(9 anos carago!)

E ao pessoal do Facebook

Obrigada! 

Cá beijinho  e sorrisos mil!

O amor é um lugar estranho. E fodido.

Querer

 

Quando queres uma coisa não há desculpas.

Quando não queres? Arranjas as desculpas mais esfarrapadas do mundo. Não podes por isto e aquilo. Inventas cenas marcadas, atrasos, jantares fantasmas, reuniões. Dizes indirectamente que não podes, raramente não queres. Enrolas. Não tens tempo. Adias. Respondes mentalmente e muitas vezes até nem chegas a responder. Esqueces por ali, nem fez mossa. Passou.

Quando queres? Fazes o impensável, vais ao fim do mundo. A noite vira dia. Não há impossíveis. Quebras as regras. A palavra é ir.

Não há nada mais forte que o querer. O ir com vontade. Sem desculpas ou com todas as desculpas do mundo SÓ porque sim!

SorrisoIncógnito

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://sorrisoincognito.blogs.sapo.pt/.

<>

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.