Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

Um lugar que sempre me faz feliz e por isso eu volto!

Vou à Madeira sempre pelo coração. É ele que me leva lá, cada vez que decido ir. Tudo o que me traz depois é acréscimo. E como eu gosto de lá voltar.

MADEIRA

MADEIRA

MADEIRA

Poncha MADEIRA

Esta foi a minha primeira poncha assim que aterrei na Madeira por volta da meia noite e depois da primeira aventura naquela pérola do Atlântico. Na Venda do Bello que sempre nos recebe tão bem, com pessoal simpático e um ambiente bem descontraído. Poncha Regional sem gelo, a minha preferida.

MADEIRA

 Podem sempre cuscar mais sobre a (minha visão da) Madeira

Faceweek*

Parece que não actualizo esta rubrica há mais de um mês. Ando a falhar como as notas de cinquenta. Mas o trabalho não tem dado tempo para mais. Vamos lá actualizar as fotografias.

Alguns looks que usei. E que nota-se o tempo tem andado numa corda bamba, ora chove, ora faz sol, ora está frio, ora uma brasa.

200.jpg

Usei a mesma peça para duas combinações diferentes. Na primeira a camisa de ganga com uns jeans na segunda  com um vestido preto desapertada. Depois usei a camisa aos quadrados com uns jeans e num look de top e leggings brancas com umas sabrinas da Primark em dourado.

201.jpg

Quatro looks bem diferentes. O look de calções que adoro. O do macacão. O vestido de ganga que se está a usar muito este ano e o branco com ganga que fica sempre bem.

202.jpg

Aqui como podem ver o look de calções e dias diferentes. No primeiro um dia fresco em que usei a casaca preta e a echarpe. No outro um dia quente em que usei um top justo por dentro dos calções. Adoro este tipo de calções que são altos de cinta. Fazem sempre uma pessoa mais elegante. Os calções pretos também são de cinta alta, mas não se vê devido a usar a blusa por fora. O casaco que estou a usar é da Primark e adoro. Caido, mangas largas 3/4. Fica bem tanto com jeans como com vestidos. O vestido é da Bershka e com sapatilhas fica um look muito giro.

203.jpg

Adoro o look da saia trabalhada com as sapatilhas. Os outros looks foram de abertura à época da sandália em 2016. Voltaram os dias quentes e deu para ir buscar as roupas mais leves e frescas, as calças coloridas e os tops que adoro. Mesmo assim as sapatilhas das adidas ainda são as minhas melhores amigas.

Um passeio pelo nosso Porto. Uma cidade que tem sempre tanto para ver, rever, descobrir e mais que isto - Sentir.

204.jpg

205.jpg

O estado #MariaTexuga continua on fire, mesmo assim na "gala" anual das aulas de fitness ganhei o Óscar de miss evolução. Um orgulho para uma Maria Texuga como eu, que até participou na corrida da mulher no Porto este ano!

206.jpg

Mais pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito

A Rita Pereira é que sabe 2

Muitos foram os que concordaram comigo que a bonita Rita Pereira tem olho para a coisa e anda a "pisar" um pedaço de mau caminho. Foi de férias e ou já acabaram ou parece que estão a acabar, até eu, com esta pontinha de inveja que estou daquele lugar paradisíaco vou ter pena de  consolar as vistinhas, vejam só a paisagem...

lal1.JPG

Espreitai comigo. A Rita também continua muito bem. E o lugar é irresistível.

Madeira - o melhor destino insular do Mundo ♥

A Madeira foi distinguida pela World Travel Awards como o melhor destino insular do Mundo. Mais que merecido. Muitos Parabéns!! E eu tenho saudades...

WP_001538.jpg

DSC03141.JPG

 

DSC03205.JPG

 

DSC03210.JPG

 

DSC03419.JPG

 

DSC03364.JPG

 

DSC04328.JPG

 

P1010204.JPG

 

P1010205.JPG

 

P1010210.JPG

 

Sem Título.jpg

 

WP_000622.jpg

 

WP_001561.jpg

 

WP_001591.jpg

 

WP_001593.jpg

Tenho saudades de sentir aquele vento atrofiado na cara quando te olho acabada de chegar. De seguir caminho e perder-me sempre pela paisagem que nos vai acompanhando. Tenho saudades de sentir aquele amor que lá tenho perto, aquele carinho, aquele pedaço de vida que lá mora. Tenho saudades de entrar no túnel com sol e sair do outro lado com chuviscos. Tenho saudades de ficar ali parada a ver aquela imensidão de mar à minha frente e tão outra terra atrás. Tenho saudades daquele sotaque. Das cores do mercado. Tenho saudades de subir bem lá no alto, ao Pico do Areeiro e sentir aquele arrepio das alturas com o encantamento do que os meus olhos conseguem ver. Ou então daquele cobertor de nuvens que apetece saltar. Tenho saudades do bolo do caco. Tenho saudades das piscinas naturais. Saudades dos pregos em bolo do caco do Balcony. Ou das pizzas do Papa Manuel. Das perninhas de frango com um fininho. Tenho saudades claro da poncha regional sem gelo. Da taberna da Poncha da Serra d'água. Ou mesmo do Boieiro. Saudades dos arraiais de S.Vicente. Tenho saudades de ser feliz, ali mesmo. De subir a 580 metros acima do nível do mar, no Cabo Girão e ter uma vista espectacular sobre o chão envidraçado. Tenho saudades de acordar, puxar uma cadeira da varanda e ficar a admirar a paisagem. Linda, linda. Tenho saudades daqueles caminhos estreitos que nos metemos e que nos vimos negros para sair de lá depois de suster a respiração quinhentas e trinta e cinco vezes. Saudades de passear naquelas ruas no Natal e ver o fogo na passagem do ano. Saudades das espetadas no Santo António. Saudades dos arraiais. Do azul do mar, do barulho dos calhaus no enrolar das ondas...

Sim, tenho-Te saudades... Madeira.

Não deixem de visitar o que é nosso. Para quem não conhece, vale a pena conhecer.

(engraçado como muitas vezes os de fora reconhecem mais que nós próprios o que é nosso)

Do fim-de-semana!

231104.jpg

Este fim-de-semana foi exclusivamente dedicado à família. Dois dias. Dois convites diferentes. Um jantar e um almoço dos grandes. Dos nossos. Daqueles assim tão bons. Um dia foi dia de voltar onde sou sempre feliz. Onde recupero energias. Onde me traz lembranças tão boas. Onde me aperta o coração. Onde me traz cheiros, pessoas, amor e paz. Nos dois foi dia de #Mariatexuga em modo on fire. Eu não saio às pedras e a minha família é lateira. A sério. Quem os quiser encontrar é à volta de uma mesa. E somos felizes assim. Posso dizer que no sábado sentei-me à mesa por volta das 17:30 e salvo raras excepções de me levantar para isto ou aquilo rápido, saí da mesa quase à uma da manhã. Sempre a emborcar. Petiscos bons. Conversas boas. Gargalhadas nossas. E fico feliz por isto acontecer. E sim por ser um sábado à noite e eu não andar de copo na mão num bar por aí. Há momentos. Há fases. Há prioridades. Eu sempre dei muito valor aos momentos em família. Porque a minha família merece. Porque não há muitas assim. Porque me sinto uma privilegiada. Porque nem sempre as ovelhas ranhosas (que sempre as há) ganham. No domingo foi mais ou menos o mesmo mas começou à hora de almoço. Depois o estar uma tarde morrinhenta de frio e chuva ajudou. A lareira foi a minha melhor amiga. Cheguei no domingo à noite com mais umas boas calorias. Mas porra, a vida é também isto e quando é isto é tão boa!

Esta ideia de inserir as fotografias em galeria está aprovada Equipa do Sapo blogs!

Faceweek*

1.06.jpg

A semana começou bem, uma segunda-feira de descanso. Apesar de me despedir de um fim de semana prolongado passado a sul foi um início de semana muito bom. Com sol, praia, calor e recuperar energias. Três looks fresquinhos face ao óptimo tempo que tem estado usados durante a semana com uma cor de lula menos deslarada. Após anos e anos (que me lembre desde que deixei o futebol) voltei a fazer alguma coisa que se dê pelo nome de exercício físico ainda que tenha sido quase obrigada, mas vou prometer que vou tentar e me esforçar para desacelerar o modo preguicite em que andava. E as duas primeiras aulas de localizada têm um saldo positivo quanto a mente mais desanuviada mas quanto ao corpo admito fiquei toda partida. É claro que isto só lá vai porque tenho um trabalho em que passo imenso tempo fisicamente parada e os 18 já lá vão há muito. Tirem a ideia de que a Maria acabou com a hashtag #MariaTexuga, porque nessa parte continua a bombar. O meu pequeno vício pizza no Norteshopping é paragem quase obrigatória. No fim de semana foi tempo de voltar onde sempre sou feliz. Família reunida. Passeio. E festa na terrinha lá. Visita ao Hotel novo por lá. Douro de ouro. Como eu gosto daquilo. Daqueles ares. De sentar ali e apreciar. Andar sem pressas. Viver aquilo. Como sempre volto a ser feliz. Ainda que me traga recordações, o melhor é não desistir de ser feliz. Mesmo ali.

Mais pelo Facebook.

Faceweek*

27.04_3.jpg

Alguns looks usados na semana passada, um deles bem primaveril. Um look com trança que uso e abuso então em dias morrinhentos é o melhor para o cabelo não se transformar em juba. A manicure da semana. E as novas aquisições, calças brancas e um top azul e branco, tudo da Primark.

27.04_2.jpg

As caminhadas continuam tanto quando o S.Pedro deixa e sempre vou conhecendo até eu mais uns cantinhos aqui da terrinha e arredores. Campos, natureza, sossego, montanhas. Muitos terrenos desabitados com casas abandonadas e em ruínas.

27.04_1.jpg

O jantar da semana vai para o jantar de ontem que recomendo (beijinho à melhor amiga que veio mais uma vez ao Norte!). O lema é sempre o mesmo, vamos por aí à procura. E quase sempre nos "perdemos" e damos voltas e risadas até mais não. Queremos é comer bem enquanto se põe a conversa em dia. Mais um restaurante que não conhecia, o restaurante Marisqueira "O Exaustor". Fomos muito bem atendidos, bem servidos e simpatia por parte dos empregados que não deixavam o copo ficar sem vinho mas que quase nem se dava pela conta deles ali na mesa. Comida boa. Para entradas algumas variedades entre polvo, pataniscas, punheta de bacalhau, uma espécie de mistos com molho de francesinha, torradas com cogumelos e orégãos. O prato principal foi filetes de pescada em molho de marisco acompanhados por legumes variados e puré. O tinto maduro não faltou. Uma particularidade do restaurante, por cima de cada mesa existe um exaustor, o restaurante dá para fumadores e tenho a dizer que quase nem se nota que se fuma lá dentro.

Mais pelo Facebook.

Faceweek*

Lomogram_2015-04-04_10-14-50-.jpg

7.04_2.jpg

7.04_1.jpg

Estes dias foram recheados de tanta coisa que não há imagens que transmitam, tudo porque sempre me esqueço de tirar fotografias para registar alguns momentos.

A semana passada ficou marcada pela subida das temperaturas e por isso os looks já são mais primaveris. As cores mais claras, as roupas mais finas e cores mais alegres nas unhas. E alguns mimos para o estômago. Um dia destes ao ver o meu look das calças rosa e camisa florida e uma manicure verde, lembrei-me como uma pessoa muda, na minha adolescência só gostava de vestir escuro, variar de quando em vez para claro estava fora de questão e longe de mim pensar que nesta idade ia gostar de misturar estes tons. Eu sou muito mais deste tempo, só dispenso a parte das alergias, mas nota-se no meu sorriso.

O fim-de-semana prolongado com os dois dias de Páscoa foi muito Douro. Foi muito família. Passeio. Como sempre é. E é sempre voltar-se a ser feliz. Porque os meus trazem-me isso. O Douro também. E fico de coração cheio. Destes ajuntamentos, dos primos e dos tios e dos filhos dos primos e dos amigos, da pequenada. Dos petiscos da terra. Dos enchidos, do salpicão e do presunto (presunto com pão-de-ló nham nham). Disto da aldeia. Das desgarradas. Do tinto caseiro. Das segundas de Páscoa em casa do Zé (um dia falo do Zé Manel) e das mais de cinquenta pessoas que se juntam debaixo do mesmo alpendre. Do não descer do salto mas dançar o corridinho. Coisas tão minhas e dos meus que me orgulho de pertencer. A uma família tão rica de valores, de sorrisos, de partilhas e disto que faz falta, amor.

Mais pelo Facebook.

SorrisoIncógnito

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.