Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

Filme do fim-de-semana!

 

Só agora consegui ver este filme porque como os outros, foi combinado ver entre amigos e não tinha surgido oportunidade. Segui sempre a saga. Assim que começa sente-se logo a falta dele. É impossível os filmes voltarem a ser os mesmos. Ou melhor a trazer-nos o mesmo. Quem seguiu desde o início tem ali o lugar dele em falta. No entanto acho que se consegue uma boa homenagem e previsível a ele do Dom neste filme.

Filme do fim-de-semana!

Já há muito que queria ver visto que não o fui ver ao cinema. No entanto como combinamos ver entre amigos foi-se adiando até este fim-de-semana.

Sempre adorei a saga e quis ver todos os filmes, mas este era especial, a vontade de o ver prendia-se muito ao desaparecimento do Paul Walker. Não imagino Fast & Furious sem ele. E sempre que vejo o Vin Diesel é quase impossível não lembrar o Paul. Sempre demonstraram muita química e além de ser um filme virado para carros, velocidades, acção... a frase do Vin Diesel (Toretto) passa a melhor mensagem de todas: "Eu não tenho amigos, tenho família". Sem esquecer a parte cómica quase sempre protagonizada pelo brincalhão Tyrese Gibson (Roman) o filme está na semelhança com o que nos têm habituado, muito bom. Claro que ali a meio do filme começas a pensar que só no início as cenas foram mesmo protagonizadas pelo Paul e isso parece que não mas ainda nos prende mais, pelo menos a mim, para tentar perceber os detalhes. No final as imagens em jeito de memória e homenagem ao Paul Walker conseguem sacar uns ciscos nos olhos. Impossível. A forma do Toretto olhar, de falar, as palavras, a mensagem, a separação dos carros, o final... perfeito.

Apesar de já se confirmar que sim existirá o Fast & Furious 8 (mesmo as cenas finais neste filme levantam essa ponta do véu) para mim a saga acabou ali. Não imagino outra química com Vin Diesel no mesmo esquema. Não imagino continuar o Fast & Furious com uma total mudança de elenco, deixará a identidade do que a saga nos presenteou. Começar um sem o Paul Walker é como começar o filme sem a frase mítica do Dom, "Eu não tenho família, tenho amigos". Fica marcada.

Querida revista Maria,

Começar o ano a ver o "Velocidade Furiosa 5" e no momento em que a Mia, irmã do Dom (Vin Diesel) e namorada do Brian (Paul Walker) diz que está grávida por isso não se podem separar, eu ganho ciscos nos olhos.

Estarei grávida?!

É que já não se suporta esta sensibilidade toda. E tinha logo que ter passado para o novo ano.

Fast & Furious 7

Sempre adorei a "saga" Velocidade Furiosa. Sempre adorei tudo nestes filmes. Depois gosto do Vin Diesel e do Paul Walker. Dom e Brian são aquela dupla que atrás de um ecrã nos prendem, por tudo e porque acima de tudo são bons naquilo que fazem. Actores.

Quando vimos um filme de Fast & Furious queremos sempre outro. Este vai com certeza ser top. Mais um espectacular. Infelizmente o ultimo com Paul Walker, Brian. E isso torna tudo diferente. Além de estar ansiosa por saber o seu desfecho na "saga" quero muito ver o seu ultimo trabalho que com certeza estará à altura que nos habituou. Fast & Furious, a continuar, não mais será a mesma coisa sem ele. Sem o parceiro de Vin Diesel. Sem Paul Walker.

 Que venha a estreia.

SorrisoIncógnito

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.