Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

"Desafio aceite"

Não é a primeira vez, nem será a última, que no facebook se cria uma "cadeia" de algo dito ligado ao cancro. Umas vezes é um coração. Outras a partilha de uma imagem bonita. Uma mudança de fotografia. Desta vez o desafio lançado é para colocar uma fotografia da pessoa a preto e branco pelo cancro. Pelo cancro? E é desta maneira que tens um desafio que se torna viral. Qual é realmente a intenção? E quem o faz, quem o "aceita" é mesmo pelo gesto e pela mensagem que traz ou é apenas mais uma "desculpa" de pôr uma fotografia intitulada "desafio aceite"?

Não sou de entrar nestas cadeias, até porque se puser uma fotografia sou bem capaz de arrecadar aí uns belos "likes", mas quando partilho uma ligação ligada ao cancro, quiçá consigo meia dúzia de "likes".

De todas essas fotografias que se vê, se cada pessoa com "desafio aceite" desse 50 cêntimos que fosse para a Liga contra o Cancro aí sim, era de valor.

Pessoas que sorriem são mais bonitas!

" Começou a cair.
Como se estivesse colado com a cola que usava na escola, aquela amarela. Passei a escova e caiu.
Foi um segundo. Tremi toda! Um arrepio que veio da cabeça até à barriga... Nem sei explicar bem. Senti algo a descolar mas não queria olhar! Eu sabia que, a sensação estranha quando passei a escova, não era só uma sensação. Baixei os olhos, não queria ver-me no espelho não estava com coragem...e bato os olhos no tapete. Caiu.
A primeira mecha cai, como a confirmação mais que confirmada, de tudo o que já sabes mas que até este dia parece uma meia verdade... ou uma meia mentira.
É um soco. É tudo de uma agressão tamanha para o que é ser Mulher... Há muitos segundos como este, que apetece tanto, com todas as forças, apetece desabar. Tanto!Descolar, deixar cair...
Muitos segundos. Segundos depois, dizem, o mais importante é não me cortar por dentro, não nos deixar cortar na alma.
É o tempo de munir-me dos meus, de amor e agir. Seguir, levantar a cabeça com ou sem cabelo e, por mais que doa, seguir em frente.
Ele a seu tempo volta a crescer. Ali, onde as ondas do mar ganham força e renascem todos os dias.

Que possamos juntas enfrentar com força, paz, esperança e amor todos os passos deste caminho.
Sou cada uma de vocês

Confia. "

Não há como não partilhar, daqui.

 

 [ Obrigatório ver o vídeo ]

 

Fica-se sem palavras, ciscos nos olhos, um murro no estômago. Silêncio. Transmites perfeitamente a agressão tamanha para o que é ser Mulher. No entanto a tua força é ao mesmo tempo transmitida. Talvez seja isso que me faz achar que este vídeo nos abalroa. Não dá como não sentir, como não passar a palavra, como não partilhar. Por todos, por todas as mulheres, por todos aqueles que estejam a passar pelo mesmo. Quando alguém inspira força há que partilhar. Força a todos.

A beleza é tão subjectiva. Digo sempre que pessoas que sorriem são mais bonitas. E como já aqui tinha dito, tu és uma delas. Que a vida te sorria também!

Muita Força Sofia Ribeiro!

 

"Não bate a bota com a perdigota"

 

Esta madrugada, por volta da uma da manhã, estava eu perdida nas minhas insónias e a vaguear pelo facebook e dou de olhos com uma mensagem da Sofia Ribeiro acabada de deixar no facebook. Um silêncio. Sabem o ditado “não bate a bota com a perdigota”? Exactamente isso, uma fotografia linda dela com aquele sorriso bonito que carrega e uma mensagem tão triste. Imagino que naquele momento, entre o escrever aquelas palavras e o carregar no ok para publicar na sua página, o mundo lhe andasse à roda. O coração lhe estivesse apertado. Os olhos arrebatados pelas lágrimas. É de facto difícil, e nós mulheres andamos aqui num jogo a ver se não nos calha nada.

Sofia contou ao mundo que no passado dia 13 lhe foi diagnosticado cancro da mama. Que merd@. Uma “miúda” tão gira, jovem, um sorriso encantador, actriz com tanto para dar, sensível como se tem mostrado e agora tem aquela porra daquele bicho. Claro que acontece a todos. Claro que todas nós estamos à mercê do bicho nos bater à porta. Mas é isto.

Gabo-lhe a coragem de contar assim já ao mundo como ela disse "Pelo carinho, amizade, e apoio que sempre me deram, sinto que devo fazê-lo na primeira pessoa. Eu, sem luzes, sem maquilhagens. Apenas eu a Sofia.", até porque o dia amanheceu e está em todo o lado. Aquele sorriso e a frase assustadora. Em todos os jornais, nas redes sociais, nas revistas cor-de-rosa. “Não bate a bota com a perdigota”, estão a ver?

Vi a Sofia uma vez e apesar de afirmar que a trocava por um dos barmans não deixei de lhe gabar a beleza.

Muita força Sofia. Não só hoje ao acordar e teres todo um mundo virado para ti, como nessa luta. Digo sempre que pessoas que sorriem são mais bonitas. E tu és uma delas. Que a vida te sorria também!

Dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama

Hoje é o dia Nacional de Prevenção do Cancro da Mama. Mas essa prevenção deve ser feita todos os dias! Todos conhecemos alguém, um amigo, um familiar, um vizinho... maioritariamente do sexo feminino que tenha passado ou esteja a passar por isto.

Não te gosto bichinho ruim.

 Um sorriso para todos aqueles que estejam nesta luta. Muita força.

Manuel Forjaz em Alta Definição!

Acabei por ver ontem à noite a entrevista no Alta Definição a Manuel Forjaz. Aquele murro no estômago foi tão sentido que tive uma noite péssima entre o não conseguir dormir e andar ali às voltas a pensar numa doença de um fdp de um bicho que anda por aí.

Manuel Forjaz tem cancro do pulmão há cinco anos e luta com uma vontade de querer viver mais um pouco. De uma inteligência bem notória e vontade de aprender, talvez isso lhe traga o entendimento e percepção como diz do amanhã ser provavelmente curto mas que seja o melhor possível.Há milhares de pessoas que sofrem infelizmente desta doença, a melhor maneira de lutar com ela é não deixá-la ser o único ponto da vida.

"Eu provavelmente morrerei da doença, mas o que nunca acontecerá, é a doença matar-me"

Manuel Forjaz

Daqueles nós na garganta...

Pikeno: temos que procurar uma estrelinha no céu gordinha.

Cunhadita: então porquê?

Pikeno: Porque o avô tinha uma barriguinha grande.

...

Há alturas que faz falta ter uma inocência destas para que, o sofrimento venha disfarçado de algo infinito sem dor. Foi mais um homem que partiu devido àquele bicho FDP que ceifa vidas sem dó nem piedade, que lutou anos, que sofreu bastante e que espero esteja agora num lugar melhor. Não tem o meu sangue mas é como se fizesse parte da família. Além disso vou sempre lembrar, com um sorriso, que foi o único que me fez gastar dinheiro com um presente do benfica mesmo brindando comigo com um vinho do porto em plena passagem de ano, que me recebia de braços abertos e que me fazia ponchas como ninguém.

RIP 8/12/2013

O oposto do post anterior, infelizmente!

Ainda hoje fiz um post a falar de finais felizes e agora escrevo sobre um final triste. Ainda hoje ao falar do caso da Fernanda lembrei a minha amiga que em pequena teve leucemia e já em idade adulta teve cancro e que felizmente conseguiu vencer e agora falo do Rodrigo que foi vencido. As redes sociais têm destas coisas, parece que todos conhecemos o Rodrigo e, mais uns que outros, mas seguíamos as aventuras diárias dele pelo facebook. Todos ficamos a conhecer o “Todos por Um” e acho que todos temos a noção que há pessoas que fazem de tudo pela solidariedade de ajudar alguém e de repente a luta de um passou a ser a luta de todos. Soube agora pela Pólo Norte. O Rodrigo partiu. Esse bicho levou o Rodrigo, um miúdo de três anos. Coisa mais triste e injusta.

"Também Há Finais Felizes"


Acredito mesmo que seja um bom livro. Uma partilha de experiência por alguém que conseguiu dar luta e vencer aquele bicho maldito que tantas vidas tira. A partilha de uma mulher que passa pela fase que a nós mulheres nos toca particularmente, o cancro da mama e a gravidez. A Fernanda é uma mulher lindíssima que passou pelo processo oncológico numa das alturas de maior felicidade na sua vida, o ser mãe e acredito que todo este processo tenha feito daquela fase agridoce uma busca constante pela cura. E realmente há que falar dos finais felizes que infelizmente são menos que o que possamos querer mas que existem e que dão a esperança a todo aquele que em algum momento neste processo a perde. Gostava muito de ler. E relembra-me uma amiga, que também teve uma luta contra esse bicho (mas não o cancro da mama) que deu sinais também ele durante a gravidez e felizmente também teve um final feliz.

Gianecchini em Alta Definição!

 

Há o fazer perguntas e há o saber fazer as perguntas. O Daniel Oliveira sabe fazê-las e gerir entrevistas. A do Giane prendeu-me. Primeiro porque ele, o Giane, é lindo mesmo e tem um sorriso tão oh my God, depois porque passou por uma fase na vida que sempre me interessa ouvir, porque sempre acho que temos alguma coisa a aprender com estas pessoas, principalmente as que superam os tratamentos, as que felizmente ficam cá para dizer que nem sempre aquele bicho leva a melhor e que, nós não valemos rigorosamente nada e que damos importância ao que normalmente não merece. Ter a noção de coisas como, em algum momento o coração tenha mesmo parado, ou que em alguma fase o índice de sobrevivência era de 30% não se deve conseguir explicar mesmo e deve dar um nó cá dentro. E a parte em que fala da mãe, tocou mesmo, talvez devido a entender isso mesmo, muitas vezes quando acontece alguma coisa connosco, pensar como os que nos amam mais reagirão com isso. Acredito que "Giane: Vida, arte e luta!" deve ser um bom livro.

SorrisoIncógnito

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.