Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

Então Maria porque não te envolves na política?

Tenho estômago para muita coisa, acreditem, até eu fico ainda nos dias que correm abismada com tudo aquilo que consigo "emborcar". Mas política não faz parte do cardápio. Sou uma #MariaTexuga sem estômago para a política. Assim como muitos que lá andam, arrastados por linhas e travessas de outros.

Não é do meu eu fazer coisas só para ficar bem na fotografia. Tenho algumas ideias muito próprias. Prezo demasiado amizades e relações pessoais. Gosto de fazer as coisas em prol daquilo que elas podem mesmo valer a pena e não só porque faz parte de todo um saco de crenças partidárias.

Continuo a achar que depois de entrares para a política a tua imagem muda, maioritariamente para pior. Muitas vezes pela própria máscara outras tantas pelo tal arrasto do envolvimento na mesma...

Em fase de campanha tudo piora drasticamente. É quase um "vale tudo" fazendo com que se demonstre o "não valem nada". Há valores que não se deviam abdicar.

Posto isto, sempre "fugi" de ligações à política. Recusei qualquer convite para fazer parte do que quer que seja. E até quando estive nas mesas porque alguém me escolheu torci o nariz. 

Domingo vou votar como é hábito fazer.  Vou votar com a minha consciência tranquila por pessoas. Nem sempre pus o partido pelo qual tenho mais afinidade à frente. 

Uma coisa é certa. Não vou votar em quem faz pressões. Em quem usa determinados cargos para subjugar outros e junta-los à parede. Se algum dia sentisse esse tipo de pressão, aquando do meu voto, que é privado, votaria contra.

Repugno qualquer acto de desprezo por outro em benefício próprio, principalmente vindo de pessoas com cargos para o efeito.

A política é um antro que consegue juntar os piores. E infelizmente tornar outros tantos nisso mesmo.

Eu tenho sempre esperança nas mudanças quando não gosto de como está. O benefício da dúvida é algo a usar sempre que, o que está demonstra que não merece.

Carta ao...

Só de dizer o teu nome já fica apertadinho cá dentro.

Um dias destes perguntaram-me "isso tem mesmo muito valor para ti, não tem?".

20170928_141019.jpg

 

Mesmo antes de responder os olhos ficaram cheios de ciscos e só isso deu a resposta. Sabe-me a amuleto.

Tu sabes, eu não preciso de nada físico que te lembre. Tu estás e estarás sempre, sempre em mim. És das melhores pessoas que conheci na vida. E nunca vou ter palavras que te cheguem.

Há uma saudade de tudo. Do sorriso, do cheiro, do abraço, das "caralhadas". Do passar férias em tua casa. Daquela banquinha de madeira que me fizeste. Dos bailes a que me levavas. Do me teres ensinado a andar de lambreta. Da tua força. Saudade da tua voz.  A tua voz faz[-me] muita falta.

Às vezes dizem que temos anjos que nos protegem. Eu lembro sempre disso quando ando aos trambolhões e sinto ali aquela mão a proteger.

São dezoito anos sem ti. Dezoito caramba. Como o tempo passa. Como te sinto tão presente. Como te tenho saudade.

IMG_20170928_005034_960.jpg

 

Padrinho, tu sabes, daqui até ao infinito, Amo-te ♥ 

Do futebol

O [meu] FCPorto ganhou ontem ao Mónaco por 0-3. 

Soube mesmo bem.

Mas como o Conceição disse, "não é por terem perdido em casa com o Besiktas que são os piores do grupo, assim como não é por terem ganho ao Mónaco no seu campo por três zero que são os melhores do grupo". Mas que o resultado foi bom. Foi. Que gostei de ver o jogo. Gostei. Que o Sérgio arriscou mudando a táctica, foi verdade. Mas era necessário. E foi eficácia como disse o Moutinho agora jogador do Mónaco. Que foi o que faltou no jogo anterior. Eficácia na finalização. E assim são felizes no jogo. Ontem fomos felizes num bom jogo com todo o mérito ganho.

Mónaco 0 x 3 F.C. Porto (2º Jogo  fase de grupos da Liga dos Campeões)

Do Outono que não há em mim.

Não. Não gosto nada da ideia de acabar o verão. Não gosto dos dias mais frios. Do acordar de manhã sem saber o que vestir porque o tempo anda maluco, ora faz sol, ora frio. Não gosto dos dias pequenos. Não gosto de ter que mudar novamente o armário para as roupas pesadas (basicamente não gosto de ter que arrumar o armário, quando mais tiro parece que mais cheio fica e na indecisão não me apetece tirar nada). Não gosto de ter que voltar às meias, aos sapatos e botas. Não gosto. Não gosto ter noites em que já não dá para estar na esplanada na conversa. Não quero nem ouvir falar na mudança de horário porque detesto o horário de inverno!

Não. Não fico histérica com as primeiras chuvas e se me lerem "já estava farta do verão" cortem-me os pulsos porque certezinha algo não vai nada bem. Nada mesmo.

Aquele cheiro a terra molhada até gosto, mas dispensava na boa a puder fazer com que o verão se prolongasse.

Nunca fui "castanhos" por mais que a moda nos empurre para lá. Não gosto dos pés gelados. Voltar aos jeans é inevitável. E eu sou tão feliz de calções e havaianas.

Eu sou tão, mas tão mais verão! 

 

Verão

IMG_20170925_140632.jpg

 

E este verão foi maravilhoso.

Venha lá o que tiver que ser, mas que sou muito mais verão. Sou!

Serenidade

Os trinta andam por aqui. E o que te trouxeram Maria?

Isso mesmo, serenidade. Os dias têm sido, dentro do caos e da intensidade, cada vez mais serenos, de bem com a vida e a relativizar. Procurar diminuir o stress, relaxar e ficar naqueles momentos só meus. Têm trazido paz. Têm acalmado o burburinho cá dentro. O tempo vai sempre passar. A correr. Mas a correria não nos deixará aproveitar o tempo. Quero aproveitar mais. Não sei quanto tempo mas quero qualidade. Não me quero chatear com coisas banais. Dar importância a quem não a tem. Não quero rugas pesadas, quero sorrisos e expressões.

Estou melhor que nos "vinte's"... sinto-me bem. Sem pressões. Sem pressas. Sem querer tudo ou nada. Sem exageros e todos os que me apeteçam. Continuo a não ter medo de cair. Mesmo que já não use e abuse dos saltos. Cada vez consigo dizer mais "não".  Foi-se a paciência de fazer fretes.

Acordar resolvida. De bem com tudo o que se vai encaixando. E até com tudo o que parece não ter jeito para se encaixar. Quero rir cada vez mais da minha "trenguice", das falhas que continuo a ter e de saber que vou continuar a falhar. E a tentar lidar com isso. Isto porque na verdade quero tentar ser sempre melhor.

Quero arranjar sempre desculpas para sorrir. Ver o copo meio cheio. Julgar menos e perceber mais que cada um tem a sua história que nunca vamos saber razões e não encontramos todas as respostas. Mas nem por isso se acabam as perguntas. Aquele sorriso nos lábios. Quero!

  

20170915_140526.jpg

 

Hoje defino-me assim mesmo. Em paz. O branco me caracteriza com apontamentos coloridos que fazem da vida o equilíbrio.

Futebol é (também) isto.

Ontem começou a Liga dos Campeões para o [meu] Porto.

O jogo foi em casa com o Besiktas e não nos correu da melhor maneira. Entramos a perder na Liga por 1-3.

Falhamos na concretização, até porque oportunidades não faltaram. 

Do jogo valeu a saída de campo do meu ciganito do coração com todo o dragão a levantar-se e a aplaudi-lo 💙💙
Ele com a mão ao peito. 

 

Quaresma, ainda com declarações como: "desde que sou profissional, acho que foram os piores 90 minutos que tive, porque por muito que tente, não consigo deixar as emoções de lado e serei portista até morrer"; "tentei ser o mais profissional possível mas não é fácil".

Foi uma imagem muito bonita, eu sei que sou suspeita de o fazer, sou portista de coração e o Quaresma ficou-me no coração há muitos anos. Tem raça de Porto. Tem Porta na alma. Sou suspeita mas... é sempre bonito um estádio aplaudir um ex-jogador. Um adversário. Mas ele não é um adversário qualquer. Continua a falar do seu clube do coração imensas vezes. E continua a saber senti-lo. De mão ao peito e de olhos emocionados, foi assim que respondeu aos aplausos.

Futebol é (também) isto.

F.C. Porto 1 x 3 Besiktas (1º Jogo  fase de grupos da Liga dos Campeões)

Do transbordar amor no coração ♥

Quem me conhece sabe [-me] o amor pelas crianças. Sempre disse, talvez muito para mim que gostava de ter um/a afilhado/a. 

Este foi um fim de semana de coração cheio. Preenchida. Grata. Orgulhosa. Babada.

Imensamente feliz!

No domingo 10/09 foi o dia de baptizar uma afilhada depois de no sábado 9/09 nascer[-me] outra!

 

IMG_20170912_062653.jpg

 

Agradeço aos pais, meus amigos, por me terem escolhido para ser quem sou na vossa vida, na vida deles, e vocês na minha.

Há sim, AMIZADES que valem muito.

Não sei se é sorte, mas tenho grandes amizades que compensam todas as outras que não passaram de rascunhos mal interpretados.

Tenho orgulho de ter comigo bons amigos, destes que me escolhem para ser tão importante para a vida dos filhos.

Destes que me deixam cheia de ciscos nos olhos e de muito amor no coração.

Destes que me querem na vida deles como eu os quero na minha.

Destes que me fazem ficar orgulhosa da pessoa que me tornei e tenho sido.

Amo-vos muito, afilhadas do coração  ♥

Pág. 1/2

SorrisoIncógnito

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.