Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

Carta de amor #1

IMG_20160405_153928_533.jpg

 

Afilhada do meu coração,

há precisamente um ano por volta mais ou menos desta hora, estava eu em tua casa em conversa com a tua mãe que me contava que a noite não tinha corrido lá muito bem. Estava receosa. Achava que tu se calhar já querias nascer. Mas o facto de ter consulta nesse dia, deixava-a mais descansada porque já ia falar com a doutora. Não stresses disse-lhe eu, ainda é cedo e está frio, ela não deve querer sair já. Mas quando tiver que ser que venha, com força e saúde. Mas não stresses.

Nesse dia à noite tive treino. Antes de sair era para ligar à tua mãe para saber novidades, mas estava sem bateria. Deixei o telemóvel em casa a carregar e fui ao treino. Quando cheguei e peguei no telemóvel o primeiro pensamento foi "aconteceu alguma coisa". Tinha chamadas da tua mãe. Do teu pai. Do teu padrinho. "Queres ver que o raio da moça está mesmo com pressa?" e sim, constatei logo de seguida ao falar com cada um deles que sim, era verdade, estavas com pressa. E para surpresa tinha mesmo chegado a hora. Estive ao telefone com a tua mãe até ela ter que o largar. Estava ansiosa. Era cedo. Mas tinha que ser.

Na verdade estávamos todos. Disse-lhe que ficasse o mais calma possível e só quando desliguei o telefone me apercebi que estava tão ansiosa quanto ela. E tu nasceste. Bem. Graças a Deus.

E no dia seguinte lá estava eu a conhecer-te. A ver-te pela primeira vez. A pegar em ti ao colo com todos os medos do mundo e mais segura que nunca. Uma confusão de sentimentos. Eras tão pequenina. Um ser tão indefeso que ainda nem tinha aprendido a chorar. Lembro-me daquele silêncio, daquele cheiro, daquele modo despreocupado do mundo, daquela inocência. Recém-nascida, prematura, dava vontade de abanar só para saber se estavas bem. Tão linda. Perfeitinha. Como fiquei orgulhosa, naquele momento de ter sido escolhida para ser quem sou na tua vida pelos teus pais. Meus amigos. Que deste modo, com muitos ciscos nos olhos e orgulho por me fazerem sentir especial, pelo valor, pelo lugar que terei na tua vida, na vossa, na minha de te ser quem sou. Há amizades que valem mesmo a pena. Há provas de amizade que são as maiores provas de amor.

E foi aí que te prometi ser, para a vida, a melhor madrinha que poderei ser. Foi aí que prometi dar-te o amor que tenho, o lugar na minha vida e fazer do meu sangue o teu.

Um ano! Estás uma menina linda. De sorriso e gargalhada boa. E o que te desejo é uma vida feliz.

Parabéns minha pequena.

Amo-te muito ♥

Faceweek*

IMG_20170329_100049.jpg

 

Na semana passada voltou a baixar a temperatura. E bem. Tanto que voltou a nevar. E com força. As montanhas ficaram todas branquinhas e aqui rapidamente se fez sentir. Em tudo. No frio na pele e no ar atrofiado que deixa numa pessoa estas diferenças brutais de temperatura. E veio chuvinha com força. E dias morrinhentos e cinzentos. E eu abri a época dos morangos com ainda mais vontade. Para dar cor. A capa oferecida para o meu telemóvel. Tão fofinha. Acho que é para eu quebrar o gelo. O azul e branco sempre presente. O meu Porto no fim-de-semana que estava também ele cinzento mas sempre lindo. E a minha companhia de domingo. Pipocas. Chuva. Casa. Mantinha e filmes. Maravilha.

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito

As pessoas não gostam de algo, mas vão "atrás" desse algo.

Não consigo perceber as pessoas que não gostam de alguma coisa, não se afastarem dessa mesma "coisa".

Não consigo perceber quem não gosta de alguém insistir em dizer a esse alguém que não gosta em vez de ir à sua vidinha.

Não consigo perceber quem não gosta de um blog seguir esse blog.

Não consigo perceber uma pessoa que não gosta de uma figura pública ser fã da página dessa pessoa.

Não consigo perceber quem não vai à bola com uma pessoa, mas mesmo assim manda-lhe um pedido de amizade no facebook.

Não consigo perceber quem... (e é por isso que escrevo ), não concorda com a mudança de nome do aeroporto internacional da Madeira para aeroporto "Cristiano Ronaldo" ter ido à inauguração.

Aplaudo as palavras do Ronaldo: "Sei que há pessoas que não estão de acordo e estão aqui". Pois há, até porque estava a assistir ao telejornal da tvi em que entrevistaram uma senhora que prontamente disse "eu sou uma das pessoas que não estou de acordo, acho que por exemplo o Alberto João fez muito mais pela Madeira". Ainda bem que eu não era a jornalista senão perguntava-lhe logo "então podia explicar-me porque carga de água vem à inauguração de algo que não está de acordo?". As pessoas não têm que estar de acordo, não têm que gostar, entendo isso perfeitamente o que eu não entendo é, a menos que se ganhe algo com isso, porque gastam tempo com algo que não lhes agrada.

Isso e quem fez o busto do Cristiano Ronaldo ou estava num dia não (temos todos) ou também não está de acordo com a mudança, certo?

Hábitos estranhos estes que as pessoas têm.

É isto. Não se percebe.

Só uma coisinha...

O jogo ontem era da selecção. Da selecção de todos nós. Por acaso vi uma parte do jogo no shopping. Éramos muitos. Não sei,nem me interessa qual o clube de cada um ali sentado. Mas ao primeiro golo do André Silva ou mesmo ao segundo do Ronaldo (Que foram os que vi) o grito foi geral. Éramos, ou melhor somos todos selecção, independentemente do clube pelo qual vibramos. Agora vi as notícias da claque da selecção à chegada à luz. Ouvi inclusive os cânticos. As palavras dirigidas aos mouros. Que tristeza. Eu portista orgulhosa nada tenho a ver com este tipo de reacções. Acho tão estúpido quem não consegue ter sangue para separar as coisas... eu que quando vejo jogos junto à claque dos super dragões estou com eles de alma e coração não consigo entender que não se saiba diferenciar que ontem não era de clubes (deixemos isso para o próximo sábado), era dos maiores, da selecção de todos nós! Ainda há pouco ganhamos o Europeu e eu gritei desejei e abracei os meus amigos, "benficas" também. Era a selecção. Não entendo e acho que não quero entender estas reacções. Eu sou portista. E gosto imenso de futebol. E tão só por isso acho que o futebol merece respeito. Ontem era a selecção. E tudo o que leve a usufruir de estados para atacar outros não deveria nada ter a ver com o espírito de futebol.

Eu fico triste. Porque eu sou portista e não me revejo nestes actos. E se fosse ao contrário também os iria criticar.

Apanha se puderes!

 

Lá em casa é o programa das sete. Ponto. Já não se vê mais nada. Porque todos gostamos do formato. A mente e o corpo. Ambas situações difíceis. A mente tem que ter acima de tudo calma, cultura geral e ter a sorte de apanhar perguntas que por um ou outro motivo lhe dê "luzes" para a resposta. O corpo tem que lidar com a pressão de segundos que não se conseguem contar. Ontem, foi dia de chegar a casa já depois das sete e ter a sorte de pegar na programação e pôr o programa a dar do inicio, porque era a continuação do programa do dia anterior. Eram dois concorrentes, algarvios, que estavam a fazer uma prova fantástica, além de serem engraçados, "a mente" demonstrou ter conhecimentos e uma personalidade curiosa, logo à prova de arriscar. Noutros programas (e ainda não foram assim tantos) já vimos de tudo, quem nem sequer chegou à quinta pergunta que é o primeiro patamar onde já dá para não querer continuar e arrecadar o que se apanhou, quem arriscou depois da quinta pergunta e perdeu o que já tinha apanhado, assim como quem já chegou à quinta pergunta e resolveu ficar por ali jogando pelo seguro levando para casa o que já tinha conquistado. O Dário e o Tiago, concorrentes de ontem, como confidenciou o Tiago levavam a ideia de tentar chegar à quinta pergunta, que é o "patamar" onde podem "desistir" e ficar com o que já apanharam, mas que nem sabiam se lá conseguiam chegar. Não só chegaram como a partir daí, como também disseram envolvem-se no jogo e dá vontade de continuar. Gostei muito de os ver arriscar, mesmo que fossem um desastre dentro da gaiola perdidos nos segundos que lhes restavam. Os nervos e a pressão devem ser danados só isso explica, numa altura terem saído da gaiola ainda com cerca de cinquenta segundos para aproveitar. Cá em casa até nós estávamos nervosos. Pergunta atrás de pergunta lá chegaram à última. E só quem tem a decisão de arriscar consegue chegar lá. A última pergunta era: Quem ganhou o prémio Camões em 1999. Onde estavam indecisos entre dois nomes, o Dário (o corpo) inclinava-se para Florbela Espanca e o Tiago (mente) para Sophia de Mello Breyner. Toda a lógica irem pela "mente" e responderem acertadamente Sophia de Mello. Até eu saltei lá em casa. Foi mais que merecido. E aí sim, a Cristina Ferreira que é sempre tão efusiva (e aquela voz aguda inconfundível) nos seus "Certo" fez toda a diferença. Dário e Tiago fizeram história no concurso, visto que segundo o que disseram nunca em nenhum país que já passou este concurso deram a montra total. Foi uma fantástica prestação.

Parabéns aos vencedores.

Parabéns ao programa porque é um bom formato. Parabéns Pedro Teixeira, que ele parece ser mesmo boa pessoa, ele abraça (e dá vontade de ir lá), ele vibra ele fica triste pelos concorrentes. E a Cristina, se bem que às vezes aquele grito do "está certa" parece exagero, é também vibrante pela constante expectativa em que se está de a resposta estar certa ou errada.

Venham mais!

Exemplo de treino grátis.

Da aula ontem quando cá fora marcavam dois graus e neve na montanha.

Ela (PT): Tem que ser para aquecer, e só para aquecer são duas series de 70 agachamentos, 50 abdominais e 30 flexões.

Antes mesmo de fazer só de ouvir já doía. A primeira série faz-se sempre na boa, quando se chega a meio dos abdominais da segunda série já apetece sair porta fora.

Pegar em algo que escorregue o pé (ver no vídeo - valslide), no caso usamos papel. Pôr por baixo de cada ponta da sapatilha e fazer o maior número de vezes que consigam:

 

1 minuto de mountain climber normal descansa 20 segundos

1 minuto de moutain climber a puxar para fora (ver no vídeo - spider); descansa 20 segundos

1 minuto de moutain climber a puxar para dentro (ver no vídeo - cross body); descansa 20 segundos

repetir outra série tudo igual.

Descansa um minuto. E nova série:

1 minuto de mountain climber a pés juntos normal; descansa 20 segundos

1 minuto de moutain climber a pés juntos a puxar para fora (diagonal); descansa 20 segundos

1 minuto costas direitas no chão, rabo levantado e com os calcanhares em cima do papel deslizar puxando as pernas até ao rabo e descendo, sempre com o rabo o máximo levantado (parece que os músculos da perna vão saltar fora); descansa 20 segundos

repetir outra série tudo igual.

Para acabar, rápido 10 Burpees (que depois de já não sentires quase os braços é coisa boa de se sentir).

Alongamento.

Dói. Resmunga-se. Fica a doer. (Hoje) Continua a doer. Mas diz que faz bem! ;)

Bora experimentar?

Faceweek*

Vou partilhar os looks que usei.

 [Saia - Bershka / Casaca - Lefties / Sapatilhas - Adidas Stan Smith rosa]

Na segunda-feira peguei numa saia que achava só servia para ser usada de verão e fiz-lhe um conjunto que gostei muito até. Confortável e giro.

 [ Vestido - Springfield ]

Na terça-feira foi dia de usar o vestido de ganga, agora conjugado com os botins. A comprovar que tanto fica bem com sapatilhas como com botins.

 [ Saia e Trench-coat - Stradivarius ]

Na quarta-feira como aqui falei, usei os botins de salto alto que já não usava há algum tempo, mas que de quando em vez gosto. Não tanto como antes devido à correria do dia a dia, mas uma mulher fica sempre mais elegante de saltos altos.

 [ Jeans - Pull & Bear / Camisa - Primark / Sapatilhas - Adidas Superstar / a casaca não é a mesma que a 1ª foto ]

Na quinta-feira foi o dia de usar um look mais descontraído e acertei em cheio devido ao dia que tive no trabalho. As sapatilhas deram imenso jeito no entra e saia que passei o dia e a camisa foi óptima para o dia de calor que esteve.

 [Vestido - Primark / Casaca de ganga - C&A / Sapatilhas - Adidas Superstar]

Na sexta-feira mais um look simples de um vestido preto e uma casaca de ganga que está sempre na moda.

Esta foi a manicure usada da semana com o verniz da marca Andreia 127.

montanha

No domingo foi dia de caminhada por uma boa causa, na ajuda da liga contra o cancro. Valeu pelas paisagens maravilhosas que pude encontrar ao caminhar na natureza.

Podem sempre acompanhar todas as novidades pelo Facebook. Ou pelo Instagram - @sorrisoincognito

Hoje começa-me a primavera!

Mano,

Hoje sim, começa-me a primavera!

Sempre associei o teu dia, aos melhores dias. Sempre o disse. Sempre o senti. E as datas de calendário são uma seca. O dia ontem provou-o. Diz que ontem foi o equinócio de Março, correspondente do inicio da primavera, mas o dia esteve choco que só ele. Nem me lembrou de tal. Hoje sim, mal acordei e me lembrei de ti lembrei também que a Primavera chegou. Que venha cheia de alegria. Cores. Flores a abrir. Muito sol e azul. Calor. Mangas arregaçadas. Sorrisos. Muitos sorrisos.

Não te desejo menos que isso. Sempre. Mas hoje é especial. É o teu dia. E sorrio-te para que sorrias também, mesmo que lá dentro, o coração esteja apertado de tanta saudade. Cheia de ciscos nos olhos por me lembrar de cada aniversário que tive a oportunidade de partilhar contigo. Os ciscos são saudade. Faz parte. Mas seriam os mesmos se hoje pudesse estar ao teu lado.

Tu sabes, sou uma chorona do pior. Isto dos sentimentos trama-nos. E a família é o meu bem maior.

Quero muito que sejas feliz. Onde quer que estejas, mas gostaria muito muito muito muito que fosse aqui do meu lado. A vida não é bem como nós queremos. E que a distância que nos separa nunca passe apenas disso mesmo, distância. Que nada tenha a ver com o coração. Aí estamos juntinhos.

Que hoje o dia te seja bom. Que venha mais um ano melhor. Que venham muitos mais anos com saúde. O resto a gente vai dando o jeito.

Quero-te o melhor que o mundo tem para oferecer.

Beijo de Feliz Aniversário, feliz dia e um Abraço enorme, sentido!

PARABÉNS MANO! L♥ve you* always & always ♥ ♥ ♥

As calças são as mesmas, o peso na balança não!

Pela primeira vez pensei em fazer dieta, ser menos #MariaTexuga. A roupa não tem deixado de servir, tem ficado mais justa. E eu ando mais preguiçosa sem tanto tempo para exercício físico. Mentirinha, devido a outros factores externos à preguicite mas "internos" à minha saúde não estou a conseguir acompanhar as aulas e os treinos como antes, as três vezes por semana. E a coisa foi-se dando e tenho a sensação que deixei mais de fazer. Quero mudar isso. Em rascunho já andam há muito exercícios para fazer em casa. Nada feito. Ainda. Mas quero. E vou fazer um plano, depois partilho. E os dias estão "maiores". Sair do trabalho de dia é mais aliciante. Quero voltar às caminhadas. Ontem fui fazer uma caminhada de ajuda a uma boa causa, a luta contra o cancro, nove quilómetros em monte. Correu super bem, mas foi cansativa. O percurso não era muito fácil para uma #MariaTexuga que está habituada apenas a subir escadas e não montes sempre no lufa lufa. Mas a coisa fez-se. Senti-me muito mais saudável. Ou apenas normal com umas dores de pernas e um cansaço compreensível. Mas as paisagens? Isso sim, vale a pena. Aliar ao exercício físico, natureza e boas paisagens é meio caminho andado para me aventurar a ir. Tão só por isso ginásios nunca foi o meu forte.

IMG_20170320_190157.jpg

 

Mas depois a #MariaTexuga que há em mim é uma danada e faz-me resistir a quase tudo menos a comida.

Posto isto, vamos lá a uma aula de zumba que hoje é dia.

O amor é um lugar incrivelmente estranho. E bom. E fodido!

 Voar alto amor

 

Deixa-te estar no teu canto se não for para me fazer sorrir. Mais. Se não for para me fazer sonhar. Mais. Se não for para me fazer querer ser mais. Não deixando de ser eu. Se for para me tirar da minha zona de conforto que seja com vontade. Sem medos. Com confiança. Deixa-te estar no teu canto e eu no meu, se não for para partilhar gargalhadas até a barriga doer. Se não for para caminhar lado a lado. Se não for para ter vontade de correr riscos. De ir. De querer ir, muito.

Não dês um passo em frente se não for para ser firme. Não fiques se não for para sentir. Não tentes sequer se o mínimo não for querer muito. Deixa-te estar no teu canto se não for para dar vida aos dias e fazer valer o tempo. Que seja intenso.

Eu não acordo sempre com este sorriso. Tem dias que bato o pé. Que tenho mau feitio. Que não me apetece. Deixa-te estar no teu canto se não te dispões a isto.

Não venhas cuticar as minhas emoções, os meus sentimentos. Não me habitues a sentir-te a falta. Para isso, deixa-te estar na tua zona de conforto. E eu na minha. Sem apego. As coisas são fáceis e simples. Para quê complicar?

Pensa bem e não me faças nem sequer tirar os pés do chão se não for para me fazer voar alto. Bem alto.

[ ♥ ]

Pág. 1/3

SorrisoIncógnito

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.