Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

"Somos todos macacos" #somostodosfarinhadomesmosaco

Desse movimento dos #somostodosmacacos que já toda a gente viu tenho uma coisa a dizer. Sou uma macaca, o tanas e nem gosto de bananas. O gesto que o Daniel Alves fez, a maneira como reagiu à atitude pouco humana de um ser parvo que lhe atirou uma banana em pleno jogo foi surpreendente e conseguiu sair ainda mais por cima de um infeliz acto de estupidez. E a coisa podia ter ficado por ali. Foi uma boa resposta, à altura. Eu aplaudo-o de pé. Mas o mundo está mais à frente, as redes sociais são potenciadores fósforos sempre em busca de um quentinho para propagar. O Neymar abriu as portas postando uma fotografia com a banana e a campanha está a correr mundo. Eu sou por essa campanha, não necessariamente pela parte da banana ou do supostamente sermos todos macacos. Não só sou contra esse acto de atirarem coisas para dentro do campo, como contra os cânticos racistas nas bancadas. Mas, infelizmente, quantas atitudes irracionais já não assistiram nas bancadas de um campo de futebol? Tenho em mim que até o infeliz que atirou a banana ao Daniel já tenha postado a sua fotografia com a fruta de sorriso nos lábios com a legenda “Diga Não ao Racismo”. O mundo é isto, o mundo do racismo/preconceito é isto. Tem-se actos racistas mesmo quando acabamos de dizer por palavras que não o somos.

Posto isto. Sou toda eu contra o Racismo, contra as diferenças, contra o preconceito. Nós não somos todos macacos, os macacos são os macacos e nós somos os humanos, todos somos humanos.

Todos somos tão diferentes e todos somos tão iguais. A diferença está apenas naquele milímetro de pele que te cobre o corpo. As outras diferenças criam-se aos teus olhos, na tua mentalidade, na tua cabeça e no teu coração. #somostodosfarinhadomesmosaco. É aprender de uma vez por todas. Isso sim.

Ninguém mais que os que vão gostavam de ficar...

Ontem mais um amigo comunicou que já já no próximo fim-de-semana vai para fora. Suíça, mais concretamente. Isto está vazio de tudo e a cada dia mais. Nada muito pensado, mais uma decisão em cima do joelho de quem está um bocadinho (grande) farto disto aqui, deste país que tinha tanto para nos dar ao invés de nos tirar. Hoje de madrugada partiram mais três primos meus rumo a Inglaterra, onde trabalham, vieram cá aproveitar uns diazinhos de férias, todos na casa dos vinte e poucos. Ontem um amigo voou para Berlim com 27 anos a ver se a coisa corre melhor que o que corria cá, com pouco mais do ordenado mínimo ao fim do mês e um curso superior na estante de casa. O meu irmão que os meus pais não vêem há uns bons meses tenta vir cá, mas depois quando se vive fora e já não se é sozinho, já tem que se administrar tudo, férias ao mesmo tempo, escola do miúdo, despesas… um amigo voltou para os Açores depois de vir cá passar o fim-de-semana. A minha madrinha não pôde abrir a sua casa na Páscoa como tanto gosta, porque aos quarenta e tal anos teve que se mandar à vida, também está lá em Inglaterra. No interior é pior. Troquei palavras com outro amigo que conta os dias para voltar a casa só lá para Agosto, também ele na Suíça. Falei com a minha cabeleireira de quem tenho saudades que também ela, de um momento para o outro com o homem e três filhos rumou à Suíça, “este país não é para quem quer ter três filhos e uma boa infância” disse-me ela antes de partir, agora diz ela que está lá bem, bem melhor que aqui e aqui agora só para férias e para ver os seus. Outro amigo actualizou à pouco o seu facebook com um "de viagem Lisboa - Cabo Verde até já familia e amigos". Um colega veio da Bélgica porque o trabalho acabou mas não vê a hora de voltar, diz que a partir de que pôs os pés fora, viu que cá não fazia falta nenhuma, só aos seus, mas isso é como todos. E tantos tantos mais que o fazem (já nem vou falar da minha ultima relação). Todos os dias. Todos os dias o café fica sem mais um. Nota-se tanto aí que tudo está tão diferente que acaba por muitas vezes nem apetecer sair de casa para encontrar tudo vazio. A maior parte foi-se. E tudo vai ficando tão vazio. É tanta coisa que se perde. É vazios que se criam nas páginas do nosso livro e que nada vai fazer com que se possa mais tarde escrever. Mas a verdade é que da maneira que isto está, Portugal vai acabar a escrever sozinho o livro da sua história, porque não é o querer abandona-lo é o ter oportunidades melhores fora e muitas vezes não é para melhorar apenas a qualidade de vida, é para ter vida e poder dar-lhe qualidade. Ninguém mais que os que vão gostavam de ficar, mas o dia-a-dia tira-lhes isso. E isto dói-me porque não só fico escassa dos meus cá, como tenho a consciência que eu posso ser a próxima. E isso dói-me caramba. Porque não quero.

Chocolates Licor Beirão!

Um dia destes ouvi dizer, penso que na Radio Comercial, que estavam a provar uns chocolates que tinham sido oferecidos pela marca Licor Beirão que ainda não estavam à venda. Desde então, eu que adoro "O que é que se bebe aqui!" não pensei noutra coisa. Chocolates Licor beirão? Isso deve ser assim qualquer coisa (a babar), e mandarem aqui à Je, não? Alguém nos entretantos que veja à venda me avise, agradecida.

25 de Abril

Não sou a mulher ideal de hoje muito menos a mulher ideal de há 40 anos atrás. Agradeço por não ter vivido no antes 25 de Abril de 1974 e agradeço a tudo aquilo que foi conquistado, a todos principalmente a nós mulheres. A liberdade está nas coisas tão simples do hoje no nosso dia-a-dia, desde o podermos opinar; o dizermos «não quero»; o poder de trabalhar; o poder decidir sobre o casar ou não, com que idade e com quem; o poder de não ser apenas e só um produto/objecto do homem; usar isqueiro sem ter que tirar licença; poder falar de política. Tantas e mais coisas que, por mais que nos dias que correm estejamos perante um governo que insiste em apertar um cinto de maneira até que a respiração nos seja restrita, segundo o que me foi ensinado do antes 25 de Abril, temos que comemorar uma liberdade que se conquistou. Sempre, Viva a Liberdade!

Pág. 1/5

SorrisoIncógnito

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.