Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

Manuel Forjaz em Alta Definição!

Acabei por ver ontem à noite a entrevista no Alta Definição a Manuel Forjaz. Aquele murro no estômago foi tão sentido que tive uma noite péssima entre o não conseguir dormir e andar ali às voltas a pensar numa doença de um fdp de um bicho que anda por aí.

Manuel Forjaz tem cancro do pulmão há cinco anos e luta com uma vontade de querer viver mais um pouco. De uma inteligência bem notória e vontade de aprender, talvez isso lhe traga o entendimento e percepção como diz do amanhã ser provavelmente curto mas que seja o melhor possível.Há milhares de pessoas que sofrem infelizmente desta doença, a melhor maneira de lutar com ela é não deixá-la ser o único ponto da vida.

"Eu provavelmente morrerei da doença, mas o que nunca acontecerá, é a doença matar-me"

Manuel Forjaz

Sou uma besta!

A verdade é que me acho tão bem em tanto e tao mal noutro tanto. Eu não sou lá pessoal de lamúrias. As coisas compõem-se mais cedo ou mais tarde, em tudo. É o ter que ser. E há coisas que às vezes nem sei como o estomago não embrulha e o coração não para de bater, mas acontece a todos e se não acontece, acontece a mim e basta. A verdade é que sou ombro amigo para tudo e gosto, tenho sempre teorias sobre as minhas experiencias práticas para partilhar com os outros, mas para partilhar comigo mesma é difícil. Mesmo naqueles monólogos. Fica ali uma linha que não é fácil de ultrapassar. Não sei lidar com questões minhas de sentimentos. Sou tão decidida para tanta coisa. A verdade é que falo para mim mesma que vai cair o Carmo e a Trindade mas na hora da verdade tenho um coração de manteiga que me atrapalha a razão e faço zero. Depois sofro com isto. Para mim. Talvez aquela barreira que inconscientemente crio com os meus sentimentos e com a minha vida para com outros seja ela própria para mim mesma uma barreira. Primeiro que alguém possa ficar do lado de cá, admito, é preciso muito. Porque sei que depois se algo corre mal fico mesmo triste, desiludida. Não consigo ver de longe. E é exactamente isso que acontece quando os que estão deste meu lado, que são tão poucos mas consideravelmente bons que custa cortar o laço. O laço do estar e falar não é que me seja difícil, porque é, mas faz-se, esse passo é o primeiro na desilusão e quando o decido a dar, dou, páro não falo mais como se ali alguém tivesse deixado de existir, mas depois quanto às outras pontas dos laços sou fraca. Sou fraca para não ter flashes de quando em vez, para não sentir saudades, para não pegar em coisas que não consigo deitar à vida, sou fraca a esquecer o que acho que não se esquece. Mas para mim. Porque no mau que sinto sou boa a disfarçar e os meus conhecem-me os sorrisos. E não é por eles não estarem lá, estariam se eu realmente quisesse, mas esta minha maneira de meter cá dentro tudo e lidar sozinha abalroa-me e não me deixa esticar o braço a pedir a mão. Depois vem dias em que só o acordar já foi do avesso e isso que está cá dentro acumulado exorciza-se em lágrimas e palavras menos boas para quem não merece. Só porque tudo abanou lá dentro e incontrolavelmente sou uma besta para comigo mesma e com os outros. Mas isto volta ao sítio. E volta a encaixar lá dentro tão bem que poucos vão notar estes espasmos da minha alma.

Eu sou um Super-Herói e tu, és um ovo podre?

Hoje é o Dia Nacional do Dador de Sangue.

Como já aqui tinha dito, transcrevo no todo:

"Acho mesmo que já chega de adiarem, de arranjarem desculpas, do hoje não posso, hoje não me dá jeito, ah não sei se eu e agulhas somos compatíveis, do não vale nada sou só mais um e lembrem-se que cada um pode e faz a diferença. Todos temos tempo para o que queremos, se realmente quisermos. E não é história o ajudar hoje por este ou aquele amanhã por nós talvez, não é história porque as coisas acontecem e ninguém, mas ninguém mesmo está livre, não pensem que acontece só aos outros, basta estar vivo e podemos ser nós mesmos a precisar, ou um filho, um irmão, um pai ou uma mãe, um amigo, o nosso amor… tenham a consciência que ao serem dadores podem contribuir para finais felizes, para sorrisos, para lutas com vitórias, para vidas! Está nas nossas mãos ajudar o próximo sem olhar a quem. Eu sou dadora de sangue e de medula óssea e fico sempre triste quando com orgulho o digo e me olham com aquele olhar “Calma, não vais salvar o Mundo”, porque a verdade é que não vou, mas posso salvar o mundo de alguém e haverá algo mais gratificante? Por um Rodrigo que tanto lutou mas infelizmente não conseguiu e por todos os outros que estão a travar essa luta, por todos aqueles que irão travar, sejam dadores. Sejam dadores e passem a mensagem, não fiquem só por passar a mensagem sem sentirem que o devem também fazer.

E como já aqui o disse e volto a repetir, mais que dizer que quem pudesse deveria dar. Mais que dizer que é bom ajudar quem precise. Mais que gostar de dizer-se que se é solidário. Mais que fazer um like no facebook ou partilhar uma mensagem de ser-se solidário é sê-lo. Mais que tudo é ser-se realmente solidário. É fazer o gesto e não enaltecer apenas quem o faz. É ajudar.

Terão sempre uma equipa pronta a tirar todas as dúvidas que possam surgir e a mimar-vos um bocadinho se precisarem. Esta é uma causa não minha, nem tua, mas de todos nós.

Ajudem! Sejam dadores!"

FCPorto x Benfica (1-0)

Tivemos uma primeira parte que só não foi excelente porque só marcamos um golo e podíamos ter marcado bem mais. O Quaresma é um jogador cigano mesmo. E digo cigano no sentido de garra e "pêlo na benta", de olhar matador e convicto, de corpo dado às balas. Não vi Benfica. Vi muito Jorge Jesus com cara de tacho e marchante de pastilhas elásticas que até a mim enjoa. Podíamos ter ganho por mais, muito mais mas o caminho é este meu PORTO ! {#emotions_dlg.porto}

O que me faz não gostar de um blog?

Plágio.

"O plágio é o ato de assinar ou apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza (texto, música, obra pictórica, fotografia, obra audiovisual, etc) contendo partes de uma obra que pertença a outra pessoa sem colocar os créditos para o autor original. No acto de plágio, o plagiador apropria-se indevidamente da obra intelectual de outra pessoa, assumindo a autoria da mesma."

Dúvidas existenciais! #11

Porque passam a vida a dizer-nos que temos imperativamente que retirar a maquilhagem à noite para que a nossa pele respire e porque é preciso limpá-la e depois assistimos a filmes e séries e afins em que as mulheres acordam meticulosamente bem maquilhadas, com olhos bem pintados, sombras marcantes, eyeliner, batom e uma base e blush maravilhosos.  Pressão psicológica feminina?

Pág. 1/5

SorrisoIncógnito

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.