Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SorrisoIncógnito

Todo o sorriso é apaixonante devido ao incógnito que o ofusca! SORRIR_um estado de espírito...

Era tão mais fácil desistir, mas eu não quero!

Era tão mais fácil desistir. Era-me mais fácil o que não quer dizer melhor ou que seja isso que me preencha. Às vezes não se consegue levantar as braços ou erguer a cabeça. Às vezes parece que não há forças. Tem dias que parece tão mais fácil desistir. E tudo está ali a um passo. Mas resiste-se. Será que o amor supera tudo? Será que o que não nos deixa desistir é apenas e tão só o amor? Tem dias que o coração e a cabeça estão separados, não agem no mesmo sentido, não se entendem, criam conflitos. Eu sofro. E desistir parece tão fácil. É como se estalasse os dedos e voilá. Mas é esse facilitismo que nada me diz, que não me faz sonhar, que não me estimula o coração que não mexe comigo. Há que conquistar aquilo que parece difícil. Há que querer deixar-se conquistar pelo difícil. O fácil não trará o mesmo sabor e isso, só isso, faz ter a noção que era tão mais fácil desistir mas eu não quero.

Criminal Minds!


Pois que esta nova temporada (temporada 8) está a deixar-me colada e os episódios 12 e 13 deixaram-me com uma vontade de dar colinho ao Dr. Reid. Ele tem mesmo aquele ar de quem anda a precisar de uns miminhos (mas não, não o trocava pelo meu Derek) e depois do que lhe aconteceu nestes episódios dá mesmo vontade de lhe dar miminho e o ombro para ele chorar. Eu já disse que adoro Mentes Criminosas?

Liberdade!

A maior liberdade é a interior. A liberdade vem do nosso eu, de dentro. Sentir-se livre é sentir que todo um mundo pode ser nosso, basta ter a coragem de o querer enfrentar. Ser livre de espírito é o primeiro passo para a liberdade. A nossa. Tudo o resto sempre será imposto de uma hipotética liberdade de pessoas que não são livres.

Queridos, mudei de estaminé!


Como este dia foi esperado. E agora isto é gigante. Muita muita luz, muito sol. Muito espaço. Nunca vi a minha secretária tão vazia. E é tudo novo. E tem umas vistas maravilhosas. E com o silêncio ouve-se os passarinhos e sinto-me envolvida pela Natureza. E hoje está um céu azul lindo e sol. Que este cantinho traga sorte. Ao boss, a mim e aos que estão comigo.

Devaneios...

E pensas mil e uma coisas. Atrapalhas os pensamentos. Mesmo com o cuidado de não dar nó. Tricotas a mente. Tentas ocupar-te para pôr isso de lado. Tentas não ter tempo para te sentires presa nesses pensamentos. Depois ele liga, o teu coração bate com uma força incrível e tudo, mas tudo mesmo se reencaminha, os caminhos estão perfeitamente visíveis e tendes a achar que há momentos psicóticos que não passam disso mesmo. E ris. E sorris quando te chamam maluquinha. E sabes que isso é efeito, não de inseguranças nem ciúmes, mas apenas de um amor cuja distância dá palmadinhas e faz das suas. E há que saber lidar com isto, bem.

O meu maior pânico?

Dentistas. Dentistas. Só de pronunciar dá-me arrepios. O que eu gostava que assim não fosse. Não tenho culpa. Não sei explicar. Dá-me medo, arrepios, dá-me volta ao estômago e põe-me nervosinha. Mas hoje fui forte, aguentei uma sala de espera e consegui deitar-me na cadeira. Não foi fácil, mas consegui. Podia ter pânico de agulhas, de sangue, de... sei lá, mas pronto é dentistas. É o cheiro, é o material, é o barulho da broca. Num dia sem coragem é coisinha para me pôr a andar porta fora e já não era a primeira vez que o fazia. Hoje estou contente. Consegui.

Pág. 1/4

SorrisoIncógnito

É proibida a reprodução parcial/total de textos deste blog, sem a indicação expressa da autoria e proveniência! Todas as imagens aqui visualizadas são retiradas da internet, com a excepção das minhas as quais identifico. Do mesmo modo, este blog respeita os direitos de autor,mas em caso de violação dos mesmos, agradeço ser notificada.